O que é o Rived?

RIVED é um programa da Secretaria de Educação a Distância - SEED, que tem por objetivo a produção de conteúdos pedagógicos digitais, na forma de objetos de aprendizagem. Tais conteúdos primam por estimular o raciocínio e o pensamento crítico dos estudantes, associando o potencial da informática às novas abordagens pedagógicas. A meta que se pretende atingir disponibilizando esses conteúdos digitais é melhorar a aprendizagem das disciplinas da educação básica e a formação cidadã do aluno.

1ª Atividade a Distância /8 horas

LEITURA DO TEXTO: O cursista ao ler o texto deve direcionar o olhar para o argumento de Spinelli e refletir sobre outras situações de aprendizagem vivenciadas, que tenham sido favorável ao aluno ascender e atingir o cume da pirâmide.

2ª Atividade a Distância/8 horas

LEITURA DO TEXTO: "Repensando a avaliação" de César Nunes, refletindo aspectos importantes de teorias e práticas educacionais como exemplo: um grupo da Faculdade de Educação Harvard, em que o objetivo maior do ensino oferecido por eles deve ser o "Ensino para Compreensão" (WISKE, 1998).
Para nós, educadores temos clareza dos objetivos de aprendizagem em nossas disciplinas? Será que refletimos sobre o comportamento do aluno que compreende totalmente, parcialmente, ou não compreende o que estamos vivenciando com ele?

3ª Atividade à Distância/8horas

LEITURA DO TEXTO: “Desenvolvimento de materiais multimídia e seu uso no contexto educacional” de César Nunes, versão para o curso “Como Usar Objetos de Aprendizagem”, fazendo reflexão sobre os contextos para desenvolvimento de multimídia, como: O contexto cognitivo e o contexto de ensino.
Navegação no site: http://rived.proinfo.mec.gov.br para escolha de um objeto na sua disciplina.
Elaboração de um plano de aula de acordo com o Objeto escolhido, orientando-se pelo Guia do Professor. Alternando sala de aula e laboratório para a exploração do objeto, atentando para a construção do conhecimento do aluno.
Enviar pelo e-mail do grupo.

quinta-feira, 3 de julho de 2008

NTE ATHENEU - Turma:4,5,6 Jorge Alves de Oliveira

- Sejam todos bem vindos ao ambiente do Curso "Capacitação docente na utilização de SOFTWARE como material de apoio pedagógico". Que todos nós possamos ter um "novo" olhar e possamos tornar as nossas aulas mais interessantes, mais criativas e mais atraentes.Vamos criar uma comunidade virtual de aprendizagem. Interajam, dêem opinião, participem.
- Bom Curso,
- Um grande Abraço,
Jorge.

Alô Pessoal!- Como podemos observar através do depoimento de todos, estes Objetos de Aprendizagem, felizmente, nos trarão muitas novidades que, com certeza, motivará também os alunos...
Para pensar:
- A missão principal do professor é libertar o seu aluno, e ter em mente que esta missão se completa quando este aluno após descobrir que possui a capacidade de caminhar sozinho, abandona o seu mestre, para delinear o seu próprio vôo.
Grande abraço,
Jorge

Alô Pessoal!!
Realizaremos neste dia 19/08, o nosso 4º Encontro Presencial. Espero que todos tenham concluído a atividade vivencial que complementa o 3º Encontro Presencial sem nenhuma dificuldade. Quem ainda não realizou esta atividade e, tiver qualquer problema, estaremos por perto.
Aguardo Vocês,
Grande abraço,
Jorge

Alô Pessoal!!
5º ENCONTRO PRESENCIAL / 8 horas
  • 1º momento - Apresentação da sequência de ensino elaborada pelo cursista, socializando-a com os colegas. Esta apresentação deve ser feita, preferencialmente, em PowerPoint ou outro software de apresentação.
  • Avaliação dos participantes sobre os Objetos de Aprendizagem, através do preenchimento da rubrica (pág. 11 do material do curso).
  • Encerramento.
Atividade a distância - Aplicação da sequência de ensino na escola em que trabalha. Enviar para o e-mail rivednatal@ymail.com relato dessa experiência, bem como postar no blog, com cópia para o e-email egrojarievilo@yahoo.com.br (Atenção: não esquecer de realizar esta atividade.

226 comentários:

1 – 200 de 226   Recentes›   Mais recentes»
CICERO PEREIRA DA SILVA disse...

O tangran é muito importante no estudo da Geometria , pois apartir dele podemos trabalhar varias figuras geométricas desenvolvendo o raciocínio lógico atraves da formação de figuras .

Charles Clayton Galvão Soares disse...

Gostei Muito do Tangran, pois interagimos com as figuras criadas,com isso aprendemos brincando.

BRENO BRUNO DA TRINDADE TOMAZ disse...

(prof Breno): O trabalho usina nuclear ficou muito bem ilustrado.
enconrei alguns problemas na exibição de alguns textos pelo linux,nada sério é só mexer no zoom!
Essa vai ser uma boa ferramenta que vou planejar usa-la o mais rapido possível.

breno bruno da trindade tomaz disse...

(prof Breno): O trabalho usina nuclear ficou muito bem ilustrado.
enconrei alguns problemas na exibição de alguns textos pelo linux,nada sério é só mexer no zoom!
Essa vai ser uma boa ferramenta que vou planejar usa-la o mais rapido possível.

Marcos Antonio Tavares Santos disse...

Nome: Marcos Antonio Tavares Santos.Comentário sobre o raio da Terra.
Este OA mostra as relações entre o comprimento de um arco da Terra formado por dois pontos representados por bastôes e o ângulo formado pela sombra projetada pelos bastões.Mostrando a proporcionalidade entre essas duas grandezas.Desta forma pode-se calcular o raio da Terra através da razão entre o comprimento do arco e o ângulo formado pela sombra projetada pelos bastões.Gostei muito da variação ao escolher os vários pontos que obastão foi mudando de localização e a proporcionalidade entre as grandezas se manteve.Faço um acréscimo a este OA:acrescentaria dois triângulos semelhantes separados e mostraria através da proporção as relações entre as grandezas,oferencendo também ao aluno a compreeensão algébricadete OA.

REZIN JUVENTINO DA SILVA disse...

Rezin juventino da silva
USINA NUCLEAR
Gostaria que houvesse uma outra janela , especificamente do reator nuclear, mostrando como se controla as reações para aumentar ou diminuir a produção de energia.

Lucia Helena disse...

O objeto da rived na qual eu prefiro,quimica, pois a uma melhor interção com os alunos

antonio florencio disse...

O objeto da rived na qual eu prefiro,bilogia, pois a uma melhor interção com os alunos

Auryana Gomes de Gois disse...

Tangran, foi o objeto mais interessante na minha opinião, pelo fato de que busca o conhecimento sobre figuras geométricas de forma atrativa e diferente, explorando ao mesmo tempo o raciocínio lógico e rápido do alunado.

genoveva disse...

Achei fantástico o objeto "preciso de oxigênio", pois além de ser de fácil compreensão, desperta o interesse pelo assunto e a ampliação do conhecimento.

LUIZ ANTONIO DE SOUZA LIMA disse...

As atividades mostradas nestes exercicios, são de grande importancia para o nosso cotidiano em sala de aula e na transmissão de novos conhecimentos para o nosso aluno.

SidneyB.L.X.Ferreira disse...

A Atividade "Preciso de Oxigênio", foi a mais interessante,porque trata de um tema pertinente e envolve elementos que integram a biodiversidade, ao mesmo tempo nos mostra o perigo das agressões ao meio ambiente.

silvia groto disse...

A atividade Preciso de oxigênio é muito útil para que os alunos entendam alguns processos de contaminação da água e do solo.

valmir pereira de paiva disse...

Achei muito prazeroso construir figuras com o tangran.espero que o curso, na sua totalidade,qualifique-nos eficientemente.

Elizabete Marinho disse...

Utilizando os desafios de construção do tangran do RIVED em sala de aula, os alunos estudarão os conteúdos de Geometria de forma prazerosa, sendo construtor do prórpio conhecimento.

Patricia Torres Porpino Dias disse...

Achei o objeto muito interessante e que vai ser de grande utilidade nas atividades
escolares e que pode ser usado de uma forma bem lúdica.

Lucia Helena disse...

Utilizando os desafios de construção do tangran do RIVED em sala de aula, os alunos estudarão os conteúdos de Geometria de forma prazerosa, sendo construtor do prórpio conhecimento.

jefferson luiz c medeiros disse...

CARO JORGE ESTAMOS APENAS NO INICIO, ESPERAMOS QUE OS OAs
SEJAM FERRAMENTAS DE ENSINO/APRENDIZAGEM NOS NOVOS DESAFIOS
PARA OS PROFESSORES. COM ESSAS NOVAS FERRAMENTAS IREMOS MUDAR A MANEIRA DE CONQUISTAR COM TRABALHO E ESFORÇO UMA REALIDADE TECNOLÓGICA DENTRO DOS OBJETIVOS DO PROJETO RIVED.
TODA NOVIDADE TRAZ ESPERANÇA NOS NOVOS RUMOS PARA A EDUCAÇÃO PÚBLICA EM NOSSO PAIS E TAMBÉM NO ESTADO. EDUCAR PARA SER FELIZ.

LUIZ CARLOS VENTURA disse...

O objeto de estudo -A usina nuclear- mostra de maneira simples e prazerosa o funcionamento de usinas:hidrelétrica ,termelétrica e nuclear.
Através destas posso fazer uma comparação da importância destas, no uso da eletricidade no nosso dia-a-dia sensibilizando ainda mais na economia desta.

José Magnaldo Dionísio dos Anjos disse...

Tangran, foi o objeto mais interessante na minha opinião, pelo fato de que busca o conhecimento sobre figuras geométricas de forma atrativa e diferente, explorando ao mesmo tempo o raciocínio lógico e rápido do alunado, fazendo com que traga um interesse maior com o assunto explorado.

Nerisvaldo disse...

Gostei muito do primeiro dia do curso. Construi o velho quebra- cabeça chamado tangram com todos os números possíveis e espero sucesso em mais um desafio pela frente.

demostenes disse...

o objeto escolhido p analise foi pq as coisas tem peso (fis.). sendo uma animaçao que ajuda ao aluno entender os conceitos de massa e peso atraves da orientação do prof. pois nao aparecem as formulas. buscando a interpretação do aluno sobre o peso em diferentes pontos do espaço : terra, lua marte,etc.

Verônica Senra da Silva disse...

Gostei muito de trabalhar o Tangran no virtual. Bem interessante. Além do contato com a geometria, o exercício explora o raciocínio lógico do aluno.

santana disse...

o objeto escolhido p analise foi pq as coisas tem peso (fis.). sendo uma animaçao que ajuda ao aluno entender os conceitos de massa e peso atraves da orientação do prof. pois nao aparecem as formulas. buscando a interpretação do aluno sobre o peso em diferentes pontos do espaço : terra, lua marte,etc.

vera disse...

o objeto escolhido p analise foi pq as coisas tem peso (fis.). sendo uma animaçao que ajuda ao aluno entender os conceitos de massa e peso atraves da orientação do prof. pois nao aparecem as formulas. buscando a interpretação do aluno sobre o peso em diferentes pontos do espaço : terra, lua marte,etc.

Creginaldo de Assis Bezerra disse...

Gostei de todos os objetos. Acredito que os alunos irão gostar mais ainda. Esses objetos são grandes incentivos para os alunos, com essa ferramenta podemos trabalhar de forma dinâmica interagindo com os alunos.

aleque sandro de lima disse...

o tangram e uma ferramenta muito objetiva e pratica para trabalhar geometria atraves dela podemos desenvolver e criar brincando.

Jorge disse...

Podemos perceber que todos gostaram deste primeiro contato com os Objetos de Aprendizagem Virtual.Aguardem, Isto é apenas o início...Teremos muitas novidades.
grande abraço para todos.

Jorge disse...

- Aproveito para lembrar a postagem da 1ª atividade a distância que todos devem fazer neste ambiente durante a semana vindoura. Aguardo...
Grande abraço

Anônimo disse...

O texto sobre objetos virtuais de aprendizagem: ação, criação e conhecimento nos faz entender que é necessário alternativas de aprendizagens. As simulações apresentadas, promove o estímulo do aluno através da imagem, provoca a curiosidade e facilita o entendimento.

Elizabete Marinho disse...

Sob o olhar de Spinelli o professor deve propor situações de aprendizagem que gerem conhecimento para realidade do aluno, considerando seu conhecimento prévio.
Devido à globalização há necessidade de filtrar essas informações, com o objetivo de que o aluno participe dessa construção selecionando sua própria informação, dirigindo o olhar para a realidade e definindo suas próprias metas sendo capaz de compreendê-las e aplicá-las em seus projetos futuros.
Trabalhar conteúdos de forma interdisciplinar amplia a compreensão de seus significados, contribuindo assim para a formação a construção do conhecimento.
As utilizações de objetos virtuais estimulam o desenvolvimento da imaginação e da criatividade, preparando-o para ação, que é o que o diferencia dos demais seres vivos, o uso de instrumentos de tecnologia amplia o campo de possibilidades para o desenvolvimento da capacidade da criativa, torna-o crítico e dá embasamento para essa criticidade.
Utilizando a informática em sala de aula temos observado que ao fornecer dados, eles os transformam em informações que vêm contribuindo para que os alunos amplie seu conhecimento e através da aprendizagem adquirida transforme-as em valores que contribuem para alcançar suas metas em projetos futuros.Assim vemos que, a informática tem grande potencial no que diz respeito a novas formas de ensino-aprendizagem, de forma mais dinâmica,despertando a curiosidade e a criatividade do aluno e contribuindo com o fazer pedagógico do professor.

LUIZ CARLOS VENTURA disse...

Cada professor tem um olhar diferenciado no que diz respeito ao seu planejamento. Ao planejar suas aulas tem a necessidade de antes de mais nada ler os textos do livro didático, faz uma reflexão dos assuntos abordados,um comparativo com outros textos vistos em jornais impressos até mesmo em revistas.
Na maioria das vezes, as reportagens televisivas apresenta um tema que aborda justamente um assunto que será ou é transmitido pelo professor em sala de aula. Além disso também são fornecidos aos discentes realidade local e vivência de cada professor relatando assim suas experiências e buscam no aluno a leitura de mundo daquilo que já se sabe.
Segundo Walter Spinelli:" As situações de aprendizagem comparadas a tradição escolar anterior, tem um avanço significativo no conhecimento da realidade vivencial do aluno".E isto tem mudado bastante o conhecimento destes, sem falar nas visitas a outros locais extra-sala, a céu aberto ou não.
Hoje tem uma fonte de pesquisa, um avanço na informação, que os alunos adquirem ,captam e em sua maioria não transforma em conhecimento. Esta tecnologia é a computacional, mais uma ferramenta pedagógica.
Na Pirâmide Informacional, de Machado (2002) ele apresenta suas idéias de compreensão.
Elas serão analisadas da parte inferior para a superior. São elas:Dados,informações conhecimento e inteligência.
Os alunos trazem para a escola um excesso de conteúdos do dia-a-dia, tem que transformar estes em significados qualitativos, depois compreendê-los para em seguida chegar ao topo da pirâmide que é o desenvolvimento intelectual,ou seja, a sua inteligência.
Segundo Spinelli:"Os jovens tem acesso livre e farto a dados e principalmente a informações das mais diversas fontes e qualidades. A possibilidade de que construam seus saberes próprios estaria, a princípio facilitada".
Assim estas informações veiculadas principalmente hoje com o uso inadequado da internet, tem nos colocado,professores, ainda mais atentos a essas práticas abusivas. Orientando e estimulando a imaginar e usar a sua criatividade, nata do ser humano,podemos chegar ao conhecimento.

Antonio Florêncio de Lima Filho disse...

As minhas experiências de situações de aprendizagem, com efeito semelhante ao texto, são poucas. A escola em que trabalho existe um lab. de informatica e a puco tempo, temtamos introduzir essa nova ferramenta pedagógica. A principio utilizo o mesmo para acessar d]site que me proparcionem resumos e as última questões utilizadas nos vestibulares de todo Brasil, como também a obtenção de varios recuros como paródias na minha área do conhecimento, então o texto retrata, que os recursos utilizdos até então já não mais suficientes para a nossa prática.

Antonio Florencio

Anônimo disse...

O campo do conhecimento é inacabado, e ramo da pesquisa pela intrnet oferece milhares de opções para o pesquisador.Contudo, para se chegar ao topo da nossa piâmide do conhecimento é preciso percorrer um vasto cominho.

Anônimo disse...

Achei interessantíssimo a utilização dos ojetos virtuais e de grande importância para organizar a grande quantidade de informações recebidas pelos alunos e a não capacidade de ordenar esses dados.Também facilitam a troca de informações, fazendo o aluno pensar e relacionar o conteúdo com a sua realidade,facilitando a fixação do conhecimento.

patricia torres disse...

Achei interessantíssimo a utilização dos objetos virtuais.De grande importãncia para organizar a grande quantidade de informação recebida pelos alunos e a não capacidade de ordenar esses dados.Tanbém facilitam a absorção e troca de informações,fazendo pensar e facilitando a fixação do conhecimento.

patricia torres porpino dias disse...

Achei interessantíssimo a utilização de objetos virtuais.Importante para organizar a grande quantidade de informações recebidas pelos alunos e a não capacidade de ordenar esses dados.Também facilitam a absorção e troca de informações,fazendo pensar e facilitando a fixação do conhecimento.

Verônica Senra da Silva disse...

A Pirâmide Informacional apresenta claramente a compreensão do conhecimento em nossos dias. O alunos utilizam muito a informática, para pesquisa, bate papos, têm acesso a muitos dados (fatos, imagens, sons) que muitas vezes não são úteis na sua formação, precisando de um agente transformador que oriente-os a coletar os dados de forma a se tornarem aplicáveis a determinado fim, ou seja que tenham significado. Podemos dizer que Informação = dados + significado. Já o Conhecimento = informação internalizada + capacidade para utilizar a informação, enquanto que a Inteligência = o conhecimento sintetizado e relevante que permite projetar.
O recurso digital é muito importante, na medida em que ele é usado como objeto de aprendizagem, que leva o aluno a construir seu conhecimento de forma significativa, principalmente se for utilizado de forma interdisciplinar. Infelizmente, minha experiência profissional neste aspecto é nula, e por isso fiz tanta questão de participar do curso. Espero adquirir competência para introduzir este objeto de aprendizagem em minhas aulas, como espero também, que a escola nos dê condições para tanto, tendo em vista que há dois anos a internet não funciona.

Edilson disse...

O texto de Walter Spinelli aborda as necessidades de adequação as novas situações de aprendizagem a realidade vivencial do aluno moderno, que chega a escola com muitas informações, em função da facilidade de acesso a um mundo globalizado, que a escola não conseguiu acompanhar.
Spinelli deixa claro que a responsabilidade do professor de hoje é maior do que em outros tempos, pois é ele que deve inserir novas situações de aprendizagem ao aluno neste novo contexto, sendo o professor que deve orientar seu aluno a filtrar o melhor e o necessário, dentre o leque de informações colhidas na rede mundial de computadores, para melhor explicar, ele cita Machado (2002) com a imagem de sua Pirâmide Informacional e suas concepções do conhecimento.
A base inferior da pirâmide é formada pela quantidade de dados independente da qualidade, acessadas através dos diversos meios de comunicação devendo o aluno estar preparado para depuralá, dando significado a esses dados transformado-os em informações, o que para Machado (2002) é a segunda parte da pirâmide. Spinelli defende que o foco não deve ser a quantidade de informações e sim, como compreende-las e relacioná-las, e que a escola não pode focar seu trabalho só nesta ferramenta educativa.
Para Machado (2002), atingir o terceiro nível da pirâmide que é o do conhecimento, de ser o objetivo principal do trabalho pedagógico, e depende da capacidade de analisar as informações, relacioná-las e estabelecer conexões entre as teorias, compreender as informações adquiridas, para transforma-los em conhecimento, o que é pré-requisito para se atingir o cume da pirâmide, o nível da inteligência, o que para ele deve ser a meta principal do professor e da escola. Spinelli ressalta a importância da seleção das informações para a formação de significados e compreensão do contexto.
O autor descreve na segunda parte do texto, a facilidade de acesso a assuntos que seriam mais complexo através de pesquisas em uma biblioteca, também nos chama atenção para uma reflexão sobre as vantagens e desvantagens no uso dos computadores, mostrando que depende das nossas estratégias para fazer o aluno ascender na pirâmide de machado(2002), e que o computador pode ser um importante objeto virtual de aprendizagem, sendo uma ferramenta que auxilie o aprendizado.
Jose Edílson Pinheiro Boges

Adriana Limeira de Freitas disse...

Alguns professores ao realizarem seus planejamentos ainda pensam numa rotina que não atende as necessidades dos alunos, que vivem numa sociedade dinâmica e interativa, fazer uso dos recursos tecnológicos é sem dúvida uma forma de propor aos alunos uma relação entre seu cotidiano e os conteúdos trabalhados, possibilitando desta forma a construção de novos saberes.

Claudio Palhano disse...

Recentemente um dos alunos do 3º ano – ensino médio - me questionou como deveria fazer para contabilizar a quantidade de tijolos necessário pra construir uma caixa de água par sua residência,um exemplo simples, mais de grande valia pra trabalhar conceitos básicos de geometria, como forma ou até mesmo volume, assim como quantidades de tijolos necessário par construir uma determinada caixa de água para um determinado volume de água.

Creginaldo de Assis Bezerra disse...

Este trabalho tem a finalidade de comentar o texto “OS OBJETOS VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM: AÇÃO, CRIAÇÃO E CONHECIMENTO” do autor: WALTER SPINELLI.
Os Objetos Virtuais de Aprendizagem devem ser utilizados com fins pedagógicos, buscando trazer contribuições ao ensino e a aprendizagem. É uma ferramenta externa que atua internamente no sujeito, possibilitando novas estruturas de pensamento.
Uma das estratégias para trabalhar com produção textual em sala de aula é pedir para os alunos criarem, em pequenos ou grandes grupos, um blog. Essa atividade poderia ser feita no laboratório de informática da escola. A construção de dessa atividade acaba tornando-se interdisciplinar.
O desafio é transformar a idéia que os alunos têm, de que o uso da tecnologia é uma grande diversão em um pensamento pedagógico.
Esses objetos pode desenvolver no aluno a capacidade de abstração, do desenvolvimento do pensamento sistemático, da criatividade e da curiosidade, do pensamento crítico, do saber comunicar-se e da capacidade de buscar seu próprio conhecimento. Além de reafirmar a contextualização e a interdisciplinaridade como eixo centrais organizadores das dinâmicas interativas no ensino de Química e Física na abordagem de situação real trazida do cotidiano ou criada na sala de aula por meio de experimentação.

CICERO PEREIRA DA SILVA disse...

A Pirâmide informacional, nos mostra que a aprendizagem deve seguir determinados passos , temos que ter os dados quantitativos e qualitativos através deles obtemos a informação para chegarmos a compreensão através da compreensão chegarmos a teoria e através da teoria chegamos ao conhecimento para que possamos colocar em pratica a inteligencia construindo projetos e valores.

Santana disse...

Segundo Spinelli não podemos abrir mão do computador como objeto de estudo, pois a maioria dos jovens têm acesso a internet, gostam de manusear, gastam horas em frente ao computador e a escola nao pode ficar alheia a este meio, atraves deste instrumento podemos ajudar nossos alunos a assimilarem os conteudos trabalhados, aprenderem a selecionar e analisar as informações adquiridas atraves da internet.

Demóstenes disse...

Segundo Spinelli não podemos abrir mão do computador como objeto de estudo, pois a maioria dos jovens têm acesso a internet, gostam de manusear, gastam horas em frente ao computador e a escola nao pode ficar alheia a este meio, atraves deste instrumento podemos ajudar nossos alunos a assimilarem os conteudos trabalhados, aprenderem a selecionar e analisar as informações adquiridas atraves da internet.

jefferson luiz disse...

Lendo o texto de Walter Spinelli vivenciamos novas situações de aprendizagem,
como adaptarmos aos avanços tecnológicos dentro do contexto escolar no processo de ensino e aprendizagem quando o acesso as informações ampliou com o advento da Internet. Utilizando a pirâmide informacional de Machado ( 2002 ) temos um desafio para que os alunos possam a partir dos DADOS ( qualitativos e quantitativos ) atingir os níveis de INFORMAÇÕES tendo a capacidade de selecioná-los e dando significado e conduzi-lo para a próximo nível que é o CONHECIMENTO, fundamental para estabelecer a compreensão das informações. Para que os educando atinja o último patamar é necessário
projetar ou seja, devemos termos objetivos e metas estabelecidos no projeto educacional da escola dessa formas iremos quebra o paradigma de como utilizamos os objetos de aprendizagem proposto pelo RIDEV

Euclides Leal Neto disse...

O texto de Spinelli retrata a nova concepção atual de ensino e aprendizagem que faz com que o professor faça um planejamento e este planejamento será mais didático com o auxílio da Internet para auxiliar na execução desse planejamento. Para isso, o educador faz a seleção de alguns assuntos atuais e ver o nível de aprendizagem do educando e assim terá uma forma mais dinâmica e interessante de aprender os assuntos de uma forma mais prazerosa e com um auxílio de um planejamento que sendo eficaz tornará a aprendizagem mais significantes.

Patricia Torres disse...

O objeto milagre da vida é de ajuda significativa para o professor e para o aluno, já que ensinar sexualidade não deixa de ser uma coisa difícil pelo fato do professor ter que ser o mais imparcial possível em todos os sentidos -cultural,religioso...-e tentar tratar do assunto de uma maneira natural a fim de que os alunos se sintam à vontade para perguntar QUALQUER dúvida. Com o guia do professor já se tem uma base de trabalho podendo ampliar ou modificá-lo.

JOÃO EDUARDO DE LIMA SOBRINHO disse...

O uso da informática é de suma importância como ferramenta que auxilia a aprendizagem do aluno, pois ela consegue mostrar (em imagem ou vídeo) para o aluno todas as situações levantadas em sala de aula.
Como temos em nossa escola a sala de informática ( com internet ) , podemos fazer uso dela com os alunos para pesquisar os diversos temas abordados em sala de aula.
Estamos vivendo a era digital e nada consegue ser criado ou pensado sem o uso da informática é por isso que o uso dos objetos virtuais são de suma importância para a aprendizagem do aluno.

Marcos Antonio Tavares Santos disse...

Segunda Semana (22/07/2008)
Professor: Marcos Antonio Tavares Santos.
Atividade 2 : Geometria da Cidade.

O início do OVA proporciona ao aluno investigar o espaço que ele vive, analisando as diferentes formas geométricas existentes na sua cidade ou em outro lugar.
Em seguida o aluno verifica algumas figuras e seleciona-as, provocando neste aluno algumas análises pré-liminares como:
. a figura é espacial ou plana?
. o nome da figura?
Após esta primeira parte, há agora um olhar mais detalhado de cada figura. Mostrando a formação das figuras, relacionando as suas partes com as figuras planas. Desta forma o aluno percebe que as figuras espaciais é uma composição de figuras planas: círculos, retângulos, triângulos, entre outras.
Além disso, mostra que cada parte da figura recebe nomes especiais (faces, arestas e vértices). Este OVA oferece ao aluno a montagem e a percepção das figuras espaciais diferenciando-as das planas. Entretanto faltou uma parte muito importante neste OVA, a obtenção do volume e a área de cada figura. As fórmulas e como obtê-las deveriam ter sido inseridas.

aleque sandro de lima disse...

todos os dias estamos cercado de coisas novas, que modificam dias apos dias, estas infomacões por ser diversificada são selecionada para que seja implatada em nossa mente, dai vem o conhecer, o querer, o saber , o intesse por estas.
segundo Machado (2002) é preciso seguir uma sequencia para compreender o conhecimento. Com os meios tecnologicos cercando nossas vidas, encontramos meios para facilitar a pesquisa,ate mesmo aquelas mas complexas torna-se simples com o uso dos computadores. Estes utilizando com meios de aprendizagem faz gerar conceitos, discusões e alem de tudo obter estas informações por completo facilitando assim o agrupamento de dados da pesquisa.
estes trabalhos tem que ser planejado com objetivos proprios para se saber o que realmente deseja alcançar. Os exercicios são importante para discutir o conhecimento, troca de valores e compreensão da pesquisa.

Auryana Gomes disse...

Conservação da Quantidade de Movimento – Física
Comentário do texto:

A atividade proposta é de um bom aproveitamento, quando se trabalha as várias possibilidades de interação entre três bonecos de massas diferentes, enfatizando a idéia de conservação de determinada quantidade total de movimento do sistema e uma invariante do movimento que depende diretamente das massas e das velocidades envolvidas. Para isso, o aluno deve ter uma noção de Força, Velocidade e Massa, como também que, as interações entre corpos podem alterar o estado de movimento ou repouso.

CICERO PEREIRA DA SILVA disse...

O Estudo da geometria no laboratório de informatica será muito relevante pois o aluno terá melhor compreensão e visualidade das formas geometricas planas e espaciais e conhecendo melhor as suas particularidades ,nomeando e caracterizando as partes que as compõem ,fazendo relatos sobre as diferenças e as semelhanças que existe em cada figura,após este trabalho de laboratório o professor poderá planejar uma aula de campo levando os alunos as ruas da cidade para fazer um estudo geometrico das ruas e predios existente, levando os mesmos a construir figuras que eles localizarem . isto levando o aluno a entender o quanto o estudo geometrico é importante na vida cotidiana.

George Bezerra da Silva disse...

Este objeto de aprendizagem é bastante interessante e interativo já que nossas escolas não possuem laboratório de ciências. Nesta atividade os objetivos são bem claros a respeito da quantidade de movimento com intuito de formar a Lei da Conservação. A animação permite ao aluno perceber que a massa e a velocidade são grandezas que originam a quantidade de movimento, ou seja, eles podem modificar as velocidades e as massas (pesos) dos garotos verificando resultados das interações diferentes. Nós podemos também perceber que este possui dicas e comentários que nos orientam quanto a conduzir as atividades, além de sugerir atividades complementares que direcionam para os aspectos históricos e quantitativos do conteúdo abordado.

Aparecida Lucena disse...

BIOLOGIA

Comentários sobre o texto “MILAGRE DA VIDA”

Analisando o objeto de aprendizagem no GUIA DO PROFESSOR, é notório todos os passos didáticos enveredados,com certeza eficazes, porém ainda verificando as competências a serem desenvolvidas, percebo o quanto em sua classificação poderá surgir enfoques cada vez mais pertinentes, há ainda em sua dimensão universal uma variedade de dúvidas que surge cada vez mais, é como se tudo que se estudou ainda não fosse suficiente, é necessário que os alunos tenham em sua compreensão, uma construção em todos os sentidos, não só virtual, mas também em pesquisa de laboratório de ciências, as diferentes linguagens produzidas ao longo dos tempos, ou seja, os mitos e apelidos construídos em diferentes etapas da vida,etc.
Sendo assim, todos os passos devem ser vivenciados na construção do conhecimento, pois esse momento é imprescindível para sua formação sexual e também de compreensão de seu próprio corpo.


Aparecida Lucena
BIOLOGIA

Comentários sobre o texto “MILAGRE DA VIDA”

Analisando o objeto de aprendizagem no GUIA DO PROFESSOR, é notório todos os passos didáticos enveredados,com certeza eficazes, porém ainda verificando as competências a serem desenvolvidas, percebo o quanto em sua classificação poderá surgir enfoques cada vez mais pertinentes, há ainda em sua dimensão universal uma variedade de dúvidas que surge cada vez mais, é como se tudo que se estudou ainda não fosse suficiente, é necessário que os alunos tenham em sua compreensão, uma construção em todos os sentidos, não só virtual, mas também em pesquisa de laboratório de ciências, as diferentes linguagens produzidas ao longo dos tempos, ou seja, os mitos e apelidos construídos em diferentes etapas da vida,etc.
Sendo assim, todos os passos devem ser vivenciados na construção do conhecimento, pois esse momento é imprescindível para sua formação sexual e também de compreensão de seu próprio corpo.


Aparecida Lucena

Lucia Helena disse...

O Professor busca promover entre os alunos a socialização de noções básicas sobre informática, sistematizando e renovando conhecimentos para os que já são usuários de computador, e apresentando, de forma organizada, conhecimentos novos para aqueles que tem os mesmos conhecimentos prévios.

No desenvolvimento de conteúdo explorado é possível promover uma interação entre alunos de diferentes níveis de conhecimento sobre o tema e solicitando aos alunos que tem maior familiaridade com a utilização de informática que socializem seus conhecimentos. Em seguida, todos os alunos poderão discutir o conteúdo com base no texto e nas atividades apresentados.

Sidney disse...

O Tema: Milagre da Vida – Sexualidade Humana, é de fundamental importância para ser trabalhado e difícil para ser repassado, mas com estas inovações torna-se muito atrativo, pois o nosso alunado tem uma visão completa, onde ele mesmo vai se descobrindo, aprendendo como funciona seu organismo, interagindo afinal com todos os aspectos

Francisco Luciano disse...

O objeto,geometria da cidade, atende aos principais requisitos contidos no guia do professor. Observamos isso quando no "passeio pela cidade", o aluno tem a oportunidade de visualizar as formas espaciais e também selecioná-las de acordo com o seu conhecimento. Dessa maneira, permite ao aluno treinar sua percepção de formas geométricas contidas nas várias construções relacionando-as com figuras espaciais e planas. Permite também classificar cada figura de acordo com sua forma, como corpos " redondos ", regulares e irregulares. Essa atividade permite ainda ao aluno desenvolver sua capacidade de orientação e localização dentro de um centro urbano.

LUIZ ANTONIO DE SOUZA LIMA disse...

Após ler e analisar os textos sobre os objetos virtuais de aprendizagem, cheguei a conclusão que tanto professores quanto os alunos de hoje,devem atualizar-se através dos objetos virtuais. As inovações tecnológicas que acontecem diariamente, são dados que adquerimos para que possamos transformá-los em informações importante no nosso cotidiano.
O conhecimento é um dos patamares mais importante da pirâmide, pois é através dele que estabelecemos conexões entre elementos informacionais. A partir desssas conexões é que podemos analisar esse conhecimento, e então, avaliá-lo e armazená- lo, organizando-o em um determinado sistema.
O cume da pirâmide, que se refere ao patamar da inteligência, deve ser considerado pela atividade educacional e pedagógica, como a meta principal a ser alcançada na educação, pois ao chegar nesse , tanto professores quanto alunos, estarão aptos a analisarem projetos quer sejam pedagógico ou relacionado ao nosso cotidiano.

Adriana Freitas disse...

Diante da realidade em que vivemos, onde a mídia explora de forma abusiva a sexualidade, com maior ênfase na mulher, o tema sexo na cabeça, vem proporcionar aos alunos uma possibilidade de esclarecer dúvidas, prevenir doenças e evitar uma gravidez indesejada.
A utilização de uma metodologia acessível com músicas e recursos tecnológicos como o computador serão facilitadores desse processo, visto que, está sendo feita uma relação do conteúdo com as vivências dos alunos.
Portanto, a escola exerce seu papel de formadora e trabalha o conteúdo curricular de forma interdisciplinar.

JOÃO EDUARDO DE LIMA SOBRINHO disse...

Essa atividade vem inovar toda a metodologia antes praticada por nós, que era apenas o uso da fala e do quadro (lousa). Essa atividade vem mostrar de maneira clara e virtual a relação entre movimentos de dois corpos após o choque entre eles.
A atividade também foi feliz por que abordou com muita clareza a relação entre massa e velocidade e o novo sentido e direção dos corpos após o choque.

Antônio Florêncio de Lima Filho disse...

Natal, 22,07,2008

O objeto de aprendizagem na disciplina de Biologia é uma alternativa como ferramenta pedagógica, a mesma pode ser aplicada nas turmas de 2 ano e
8 ano (FUNDAMENTAL) onde o aluno pode interagir, oferecendo a oportunidade de vivenciar uma aprendizagem diferenciada, interessante e ao mesmo tempo dinâmico, onde a uma demonstração do conteúdo ministrado
As atividades desenvolvidas envolvem vários temas dentro do conteúdo se sexualidade como os processos de período fértil,ação de alguns hormônios sexuais, em fim é um algo a mais para a nossa pratica docente.

Rezin disse...

INTRODUÇÃO: A origem dos movimento.

Quando uma criança nasce um dos primeiors sentidos que aflora é o da visão. É com a visão que ela vê sua mãe mudar constantemente de lugar, ou seja, ela percebe os primeiros movimentos. O tempo vai passando e a quantidade de coisas que muda de lugar aumenta, e ela, de tanto observar coisas mudando de lugar descobre os movimentos. Grandes pesquisadores tiveram essas mesmas experiências e escreveram as leis dos movimentos que estudamos hoje.

OBJETIVOS:

Conhecer os divesos tipos e formas de movimentos;
Correlacionar os tpos de movimentos;
Aplicar as leis dos dos movimentos;
Resolver exercícios.

ATIVIDADE:

A brincadeira realizada com os patinadores é interessante. podemos realizar na escola uma atividade parecida que seria a seguinte:
Três alunos de patins e três bolas de futsalt. Para melhor entendimento os patinadores seriam àqueles com massas bastante diferentes (dois magros e um fofinho, quese obeso). As bolas poderiam ser de mesma massa, o diferencial seria as velocidades. Esta atividade aconteceria na quadra de esporte da escola com a presença de todos os alunos, que no momento, estivesse estudando esse contúdo. A avaliação seria um relatório sobre a brincadeira.

jose magnaldo disse...

Comentários do texto

Geometria da Cidade


Gostei muito desse objetivo de aprendizagem, pois faz com que os alunos compreendam e percebam melhor as formas geométricas planas e espaciais como parte integrantes da nossa cultura, de modo que eles (alunos) sejam capazes de identificar sua presença nas construções arquitetadas nas grandes cidades e assim adquirir uma compreensão do mundo no qual as formas geométricas são inseridas.

Genoveva Melo disse...

Ao ler o texto" Os objetos virtuais de aprendizagem: ação, criação e conhecimento", observa-se a necessidade de o professor estar sempre renovando sua prática pedagógica, de forma que não venha desprezar as metodologias tradicionais, mas também abrir espaços para o novo, que é a tecnologia que está presente em todos os momentos de nossas vidas.
A sociedade vive diante de um mundo globalizado, onde as informações surgem tempestivamente, causando um acúmulo de dados, porém com poucos significados. E é a partir dessa grande quantidade de informações que o professor deve se preparar para ajudar e orientar os seus alunos, buscando uma forma de filtrar esses dados, selecionar essas informações, e então, trabalhar o objeto do conhecimento com o objetivo de que o educando ao chegar no topo da pirâmide esteja seguro de que desenvolverá seus próprios projetos de vida, dando prioridade aos valores adquiridos através de sua inteligência.

Rezin disse...

OS OBJETIVOS VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
( AÇÃO, CRIAÇÃO E CONHECIMENTO )


Hoje os alunos chegam a escola com muitas informações sobre diversos assuntos, mas essas informações são, na maioria das vezes, prontas, já processadas, sem significados para ele próprio e sim com o direcionamento do meio de comunicação ( jornais, revistas, televisão, rádio FM, internet e outros) de onde tais informações foram colhidas. Ou seja, o aluno chega a escola com muitas informações sem nenhum filtro, capaz de tornar essas informações significativas para ele.
Teria relevância para a melhor aprendizagem do aluno se ele podesse processar essas informações a ponto de correlacioná-las às situações que ele enfrenta no dia-a-dia, quer seja na escola, quer seja na vida. Receber muitas informações, já processadas, faz mal ao desenvolvimento mental do aluno e o torna preguiçoso e desinteressado. Desta forma, ele não teria condição de projetar ou criar. Seria, simplesmente, um repetidor (uma antena que recebe e manda o mesmo sinal).
Observa-se que ele inundado de dados e informações fica preso e não consegue subir para os níveis seguintes: do conhecimento e da inteligência. São tantos dados e informações prontas que ele não tem interesse de pensar.

As ferramentas tecnológicas que hoje começam a chegar às escolas de forma forte e definitiva, funcionará como um atrativo, um convite, para fixar os alunos e a partir daí, fazê-los subir do nível de dados e informações para os níveis mais elevados. Mas, para isso, as escolas devem estar equipadas e com pessoal habilitado para recebê-los. Há escolas que têm laboratórios e não são usados pelos alunos porque não tem pessoas prontas para atendê-los. E esse é o principal desafio que deve ser superado pelo sistema de ensino para que os objetos virtuais de aprendizagem cheguem aos alunos.

creginaldo de assis bezerra disse...

Essa atividade vem melhorar a forma de ensino. Nós, professores não tínhamos ferramentas virtuais, o que dificultava por parte dos alunos a compreensão de determinados conceitos.
O guia do professor deixa claro todo o procedimento das aulas, como também os objetivos propostos.
O objeto virtual de aprendizagem mostra com muita clareza a interação entre outros conteúdos, como as grandezas envolvidas (massa, velocidade e outros).
Fica claro que a quantidade de movimentos, as massas dos corpos e as velocidades dos mesmos interagem em constantes mudanças, deixando fácil à compreensão sobre a conservação da quantidade de movimento.

Jeudi Medeiros disse...

Os objetos de aprendizagem analisados por mim e com o título: Em casa e na farmácia, poderão ter diferentes aplicativos não apenas na disciplina de química, mas, em outras como: biologia, física, e matemática. Uma das aplicabilidades dentro da disciplina em que leciono(química), será utilizar os objetos de aprendizagem como as que simulam o preparo de produtos de limpeza e de soluções, como instrumentos de simulação para posteriores atividades práticas em laboratório. Outro objeto certamente muito interessante trata da simulação de aplicação terapêutico com diferentes fármacos, ressalva a idéia importante do limite. Portanto, acredito que esse material fornecido como ferramenta de construção do conhecimento , simula com bastante pertinência situações do cotidiano.

valmir disse...

A motivação em estudar as diferentes formas espaciais através da informática,leva o aluno para uma outra visão do seu dia-dia.ao mesmo tempo em que facilita a astração de conceitos e conteúdos até então,estudadas de maneiras ineficientes.
Acredito firmemente que o advento da rede mundial de computadores,veio para revolucionar o estudo da matemática,visto por muitos,como uma disciplina a ser estudada mecanicamente.

aleque sandro disse...

Ao ver no objeto observamos a clareza que trata com a simulação do movimento, as figuras desenvolve a compreesão destes movimento atraves dos vetores isso torna simples o conhecimento.
Alem do objeto pode se envolver os alunos situações reais como por exemplo: dois alunos em certa distancia lançar uma bola e sentido opostos e mesma direção e sentido ao se chocar temos a ação e reação. E se selecionar mos alguns destes alunos para chutar essa bola quem usar mais força maior sera a distancia que a bola irar ficar. Em outra situação se deixarmos esta mesma bola parada se não houver nenhuma ação sobre ela esta permanecerar em repouso. São exemplos praticos para subsidiar a aprendizagem no uso do conhemento.

LUIZ ANTONIO disse...

OBJETO DE APRENDIZAGEM



O objeto de aprendizagem que foi apresentado no texto, é de grande importancia em sala de aula, pois o aluno além de conhecer e fixar as figuras geométricas, poderão tirar as dúvidas existentes no que diz respeito a boa parte do estudo da geometria espacial. Poderão ainda, classificar as figuras planas e espaciais, percebendo assim as formas geométricas.
O aluno poderá ainda observar e identificar nas figuras geométricas apresentadas, todas as partes, e assim memorizar com mais intensidade todos os seus detalhes.

jefferson luiz c. medeiros disse...

O guia do professor é importante para ajudar a informar as atividades relacionadas a cada assunto, bem como os objetivos previstos. Devemos entretanto, utilizá-lo como referência e adequá-los no planejamento do professor, utilizando atividades teoria para que o aluno possa compreender as informações e adaptá-lo como mais uma ferramenta de conhecimento.

jeudi medeiros de souto disse...

Os objetos de aprendizagem analisados por esse educador que vos escreve, constituem ferramentas de suma importância no que diz respeito a aplicabilidade teórico-prática no que se refere ao estudo não só mente da química, mas, também de outros ramos das ciências como:matemática, física e biologia e que por isso podem ser utilizados como instrumentos de interdisciplinaridade de conteúdos.
Uma das aplicabilidades dentro da disciplina em que atuo(química), será utilizar esses objetos de aprendizagem, como instrumentos de simulação para a posterior realização de atividades práticas em laboratórios. Um objeto certamente muito interessante, trata da simulação de tratamentos terapêuticos com diferentes fármacos possibilitando ao aluno, a aquisição de habilidades como o domínio da linguagem gráfica e a idéia de limite.

Santana disse...

A primeira atividade é muito interessante, pois leva o aluno a refletir o quanto a sexualidade afeta a vida do indivíduo em todas as áreas; afetiva, emocional, cultural, social , etc. A segunda ajudará nossos alunos a selecionar as informações diversas sobre sexualidade, analisar e criticar as diversas fontes de informação. A terceira atividade mostra algumas formas prevenção como camisinhas masculina e feminina. É bom para incentivá-los a terem a preocupação em verificar os diversos métodos anticoncepcionais.
A quarta atividade ajudará nossos alunos a fazerem análise de gráficos com mais clareza e ao mesmo tempo compreenderem a atuação dos hormônios. Na quinta atividade é visto o método da tabelinha. Muitos alunos têm curiosidade em saber como se faz a tabelinha ( principalmente as meninas).A atividade é boa para ajuda-los a tirar dúvidas, mas é importante enfatizar que este método não evita DSTs e não é seguro na prevenção da gravidez.

´Vera disse...

Mostra em aula diferente, más importante para nova aprendizagem. O professor junto com o aluno deverá encontrar habilidades a serem encontradas no programa. Hoje posso dizer que ensinar biologia será mais dinâmico e positivo, no sentido de aprender. Pois, as atividades encontradas desenvolverá a sabedoria e atenção, proporcionando ao aluno a sua opinião e veracidade nas questões com resposabilidade.

Demóstenes disse...

Esta atividade permite ao aluno, através do uso da internet compreender melhor como aplicar o conceito da lei da conservação da quantidade de movimento. Ao analisar a situação proposta os alunos poderão compreender como acontecem as interações entre corpos com massa e velocidades diferentes e iguais, observando os valores destas grandezas através de uma tabela que aparece após a simulação do movimento das animações virtuais. Possibilitando ao aluno uma melhor aprendizagem dos conceitos trabalhados através deste objeto.

Genoveva Melo disse...

MILAGRE DA VIDA: SEXUALIDADE HUMANA


A sexualidade é um tema muito abordado entre os jovens e adolescentes, primeiro pela curiosidade dessa clientela e segundo pelo fato de que esse assunto está diretamente ligado ao cotidiano das pessoas. Daí, a necessidade de ser trabalhado e discutido em sala de aula, para que o aluno compreenda que o sexo deve ser visto de forma natural, mas também com responsabilidade.
O objeto de aprendizagem “Milagre da vida: sexualidade humana”, vem dá subsídio ao professor para que esse realize a difícil tarefa de desenvolver no aluno um senso crítico e responsável diante do desse tema. Esse objeto facilita ainda a compreensão, e a partir dessa o aluno se apropria do conhecimento, valorizando suas próprias conclusões.

aparecida disse...

A Atividade "Preciso de Oxigênio", foi a mais interessante,porque trata de um tema pertinente e envolve elementos que integram a biodiversidade, ao mesmo tempo nos mostra o perigo das agressões ao meio ambiente.

Elizabete Marinho disse...

Utilizando o objeto de aprendizagem “Geometria da Cidade” é possível trabalhar as formas geométricas de forma estimulante, explorando suas propriedades, composição, classificação e características . É através do uso da informática em sala de aula que o aluno liga o conteúdo ao cotidiano, sendo construtor do próprio conhecimento. A cada atividade é possível notar a aquisição de conhecimento e a utilização adequada da linguagem matemática.

aparecidalucena disse...

A Atividade "Preciso de Oxigênio", foi a mais interessante,porque trata de um tema pertinente e envolve elementos que integram a biodiversidade, ao mesmo tempo nos mostra o perigo das agressões ao meio ambiente e nos conduz a verdadeira posição frente aos desafios que estão traçando a conservação e preservação da biodiversidade.

Euclides Leal Neto disse...

O texto de química “Em casa e na farmácia”

O texto é interessante e a metodologia usada também, pois definições sobre medicamentos genéricos e similares são ainda pouco entendidos pelos educandos. Além do mais pode ainda fazer uma interdisciplinaridade com os componentes do ensino médio.

CICERO PEREIRA DA SILVA disse...

Concluimos que os conteúdos relacionados aos estudos foram importantes pois atraves dos mesmos podemos interagir com outros conteudos relacionados as varias disciplinas levando ao aluno a possibilidade de fazer a sua propria criação .

aleque sandro de lima disse...

Ao ver no objeto observamos a clareza que trata com a simulação do movimento, as figuras desenvolve a compreesão destes movimento atraves dos vetores isso torna simples o conhecimento.
Alem do objeto pode se envolver os alunos situações reais como por exemplo: dois alunos em certa distancia lançar uma bola e sentido opostos e mesma direção e sentido ao se chocar temos a ação e reação. E se selecionar mos alguns destes alunos para chutar essa bola quem usar mais força maior sera a distancia que a bola irar ficar. Em outra situação se deixarmos esta mesma bola parada se não houver nenhuma ação sobre ela esta permanecerar em repouso. São exemplos praticos para subsidiar a aprendizagem no uso do conhecimento.

Edilson disse...

Ouvindo os comentários dos colegas na hora da socialização, percebi a satisfação com que eles comentaram os objetos de aprendizagem pesquisados, tendo até surgido algumas sugestões, como a de se aplicar a interdisciplinaridade, tendo ainda sido muito enfatizado a questão do planejamento como ponto fundamental, para que o laboratório não se transforme em sala de passa tempo.

Patricia Torres disse...

O objeto de aprendizagem ajuda o professor a utilizar a informática como fonte de conhecimento ,interação e meio de utilização de informações .Com isso pode-se aplicar conhecimentos em diversas áreas interagindo-as .
O objeto de aprendizagem é mais um acessório para o professor, entendendo que só o quadro e a caneta já não bastam;hoje em dia os nossos alunos estão na era digital e nós temos que acompanhá-los neste caminho.

George Bezerra da Silva disse...

O objeto de aprendizagem “Conservação da Quantidade de Movimento I” é apenas mais uma ferramenta que serve para auxiliar nossas aulas, já que não possuímos laboratórios de Física em nossas escolas, tornando-as mais interativas e interessantes. Este objeto não permite ao aluno variar qualquer velocidade ou qualquer massa, sendo assim ele terá apenas uma formalização do conceito. Contudo, se faz necessário aplicar quantitativamente a fórmula física para o aprimoramento matemático, após a utilização do programa. O guia do professor nos orienta a compararmos com a terceira lei Newton e resgatarmos os aspectos históricos. Esta proposta pode ser utilizada facilmente em nossa instituição de ensino.

Silvia Groto disse...

Sobre o texto: Os objetos virtuais de aprendizagem
O texto enfatiza a idéia de que os objetivos do educador e da escola devem ser os 2 últimos degraus da Pirâmide Informacional; - o CONHECIMENTO, obtido através da compreensão das informações que chegam aos alunos e a INTELIGÊNCIA que possibilita a criação à partir do conhecimento internalizado. Considerando ainda o avanço tecnológico e o acesso que nossos alunos tem à Rede Mundial de Computadores, cabe a nós, educadores, utilizarmos dessa fonte de informações à favor de nossa prática pedagógica, principalmente através do domínio dos objetos virtuais de aprendizagem, facilitando o alcance do topo da pirâmide educacional através de métodos que façam parte do dia a dia dos nossos alunos

Santana disse...

Comentando sobre o objeto de aprendizagem; podemos afirmar que é válida a utilização deste objeto na nossa prática de ensino, pois através deste é possível realizar estudos de gráficos, tabelas e modelos de maneira que despertem e motivem os alunos. Procurar usar a internet como recurso para enriquecer nossas aulas, e jamais deixar de planejar atividades a serem desenvolvidas em sala de aula o aluno deverá usar a internet não apenas como uma fonte de entretenimento, mas como uma fonte de aprendizagem. Os conteúdos quando trabalhados através de atividades virtuais tornam-se mais interessante e, para as disciplinas como física e química, podemos trabalhar com modelos que possam, de certa forma, substituir alguns experimentos que seriam realizados em um laboratório.
As atividades desenvolvidas na área de biologia não são suficientes para desenvolver as habilidades descritas no guia do professor sobre sexualidade humana. Podemos, sim, desenvolver estas habilidades unindo o uso das atividades propostas na internet a outras realizadas em sala de aula.

LUIZ ANTONIO disse...

COMENTÁRIO



Após a discussão em sala sobre os objetos da aprendizagem, cheguei a conclusão que as opiniões são diversas, isto se faz notar quando o encontro é interdisciplinar.
A relação interdisciplinar, é um ponto positivo, pois gera novos conhecimentos entre os professores, e faz com que adquiramos inovações para serem transmitidas ao nosso aluno.

Vera disse...

Comentando sobre o objeto de aprendizagem; podemos afirmar que é válida a utilização deste objeto na nossa prática de ensino, pois através deste é possível realizar estudos de gráficos, tabelas e modelos de maneira que despertem e motivem os alunos. Procurar usar a internet como recurso para enriquecer nossas aulas, e jamais deixar de planejar atividades a serem desenvolvidas em sala de aula o aluno deverá usar a internet não apenas como uma fonte de entretenimento, mas como uma fonte de aprendizagem. Os conteúdos quando trabalhados através de atividades virtuais tornam-se mais interessante e, para as disciplinas como física e química, podemos trabalhar com modelos que possam, de certa forma, substituir alguns experimentos que seriam realizados em um laboratório.
As atividades desenvolvidas na área de biologia não são suficientes para desenvolver as habilidades descritas no guia do professor sobre sexualidade humana. Podemos, sim, desenvolver estas habilidades unindo o uso das atividades propostas na internet a outras realizadas em sala de aula.

JOÃO EDUARDO DE LIMA SOBRINHO disse...

O objeto de aprendizagem tem sido um grande guia para planejar e executar as minhas aulas de física. Após o 1º encontro do curso RIVED fiz uma aula de vídeo na tela sala e foi utilizado algumas ferramentas do RIVED e esta teve um resultado maravilhoso.
Os alunos ficaram muito entusiasmado e um deles disse: “ Esta foi uma das melhores aulas que eu já tive. Amei professor!.”. Com estas palavras já dar pra gente imaginar qual será o resultado do uso da multimídia nas nossas aulas.

Marcos Antonio Tavares Santos disse...

Segunda Semana (22/07/2008)
Professor: Marcos Antonio Tavares Santos.
Comentário: 1º momento
Durante o 1º em grupo realizado á tarde em grupo, debatemos os OVA's de cada disciplina,identificando características comuns entre alguns OVA's. Desta forma, podemos criar atividades para o aluno e inserir o OVA em outros OVA's que os alunos irão utilizar.
No OVA de Matemática faltaram as
atividades com as figuras.
Relatar as nossas idéias e conclusões sobre as aulas ministradas propicia aos colegas aperfeiçoá-las e ao mesmo tempo produzir a correção nas aulas.

Demóstenes disse...

Comentando sobre o objeto de aprendizagem; podemos afirmar que é válida a utilização deste objeto na nossa prática de ensino, pois através deste é possível realizar estudos de gráficos, tabelas e modelos de maneira que despertem e motivem os alunos. Procurar usar a internet como recurso para enriquecer nossas aulas, e jamais deixar de planejar atividades a serem desenvolvidas em sala de aula o aluno deverá usar a internet não apenas como uma fonte de entretenimento, mas como uma fonte de aprendizagem. Os conteúdos quando trabalhados através de atividades virtuais tornam-se mais interessante e, para as disciplinas como física e química, podemos trabalhar com modelos que possam, de certa forma, substituir alguns experimentos que seriam realizados em um laboratório.
As atividades desenvolvidas na área de biologia não são suficientes para desenvolver as habilidades descritas no guia do professor sobre sexualidade humana. Podemos, sim, desenvolver estas habilidades unindo o uso das atividades propostas na internet a outras realizadas em sala de aula.

profbreno disse...

CURSO DE CAPACITAÇÃO DOCENTE DO RIVED.
PROFESSOR BRENO BRUNO DA TRINDADE TOMAZ.
ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR GASPAR.

As atividades do guia do professor foram bem sistematizadas, percurso o qual provavelmente eu percorreria, as atividades demonstram uma estratégia que se preocupou nitidamente com o antes, onde na atividade um faz um diagnóstico prévio; já durante o contato com o software a atividade foi muito importante no sentido de dá volume a teia de significados quando estabelece uma nova relação com outros termos medicamento genérico, similar e medicamento de referência.
Quanto ao software achei que deveria ser bom ter quantizado o número de bactérias para melhor comparações e também ter uma nota de roda pé explicando os termos mais técnicos, O gráfico é de interpretação complexa acima no nível de compressão da maioria dos nossos alunos por isso deveria ser mais auto explicativo.

CICERO PEREIRA DA SILVA disse...

CONSTRUÇÃO DE FIGURAS ESPACIAIS
--------------------------------
DURAÇÃO : O2 HORAS/AULA
OBJETIVO GERAL:compreender e perceber as formas geometricas planas e espaciais, sendo capaz de constuir e reconstruir .
OBJETIVO ESPECIFICO:Reconhecer na cidade a geometria espacial e seus elementos.
LOCAL :
1º momento: Ruas da Cidade
2º momento : Laboratório
Desenvolvimento:
Levar um grupo de alunos as ruas da cidade de Senador Georgino Avelino,para eles localizar nas praças,prédios,ruas e canteiros que tipo de figuras representam , isto eles fazendo relatos , após isto ir ao laboratório, usando cola , isopor para construção das figuras que foram localizadas e dando a sua classificação . Depois fazendo a localização dos vertices,arestas, faces e geratrizes.

Sidney disse...

O tema: Milagre da Vida - Sexualidade é importantíssimo para trabalhar com os adolescentes, principalmente no momento atual, de uma forma criativa, informando-os, discutindo os valores, desenvolvendo procedimentos em grupos, debatendo e assim eles passam a ter uma visão mais complexa nos aspectos psicológicos, biológicos, sociais, culturais e outros, mostrando que a Biologia está muito presente em tudo. j

jeudi medeiros de souto disse...

Apesar de trabalhar com ciências exatas, afinal sou professor de química, gostaria de ressaltar a importância da filosofia no processo ensino-aprendizagem não no sentido de componente curricular, mas, como instrumento de organização de articulação de idéias e pensamentos no decorrer do processo, afinal, a construção do conhecimento consiste na capacidade que adquirimos para identificar e resolver situações-problemas. Acredito portanto, que em detrimento disso, os objetos de aprendizagem poderão representar desde que utilizados de forma pensada e articulada, importante ferramentas no auxílio a construção dos conhecimentos mais sólidos e acabados, para tal, é necessário que o professor orientador faça uso de informações contidas no guia do professor. Isso o permitirá a aquisição de argumentos que o proporcione uma execução segura e efetiva das atividades.

Rezin disse...

Rezin disse:
O nosso aluno esta acostumado a estudar física copiando o que o professor escreve no quadro. Ao se deparar com um vídeo de aula ele desperta para a aula, ou seja, a aula se torna interessante e, com certeza, o nível de aprendizagem será melhor.
A ferramenta tecnológica (objeto de aprendizagem) torna a aula mais interessante.

brenotomaz disse...

De um modo geral o debate em um segundo momento foi esclarecedor quando vi que alguns colegas tiveram as mesmas impressões que eu , por exemplo sobre o nível de dificuldade e sobre a questão de que o software poderia ser mais explicativo dando o numero de bactérias além de exigir um grau de interpretação dos graficos muito avançado.

Patricia Torres disse...

Simulação de uma atividade utilizando os objetos de aprendizagem

Fazer em sala de aula uma enquete sobre quantos alunos já são mães/pais , quantos utilizam-utilizaram métodos anticoncepcionais , e quais métodos utilizaram. Depois construir gráfico a fim de ver quais métodos são mais utilizados e quais são os que mais funcionaram.
Dessa forma os alunos poderão, além de ver a realidade sexual de seus colegas , avaliar o melhor método a ser utilizado para prevenção de contração de doenças sexualmente transmissíveis , gravidez indesejada e ainda aprenderão a interpretar gráficos.

Euclides Leal Neto disse...

Sobre o texto Objeto da Aprendizagem:
Os objetos de aprendizagem são importantes para apresentar ao educando uma ferramenta que propicie uma facilidade maior de ter na prática uma forma de rever o conhecimento que se aprende em sala de aula. Fazendo de uma forma planejada, os assunto se tornará mais fácil e poderá ser uma nova forma de avaliação e de motivação para aqueles alunos que as vezes acham monótono o ensino num ambiente bidimensional que é um quadro branco.O ensino de uma forma tridimensional é uma forma estimulante para o aluno.

Aparecida Lucena disse...

Comentário referente a socialização dos conhecimentos no grande grupo em relação ao uso do GUIA DO PROFESSOR (22/07/08) Segundo momento – tarde


É importante e de grande relevância tudo o que está sendo presenciado nas aulas do curso RIVED, com certeza nós professores estaremos repensando nossa prática pedagógica e ressaltando que essa era do mouse tão presente na vida de nossos alunos possa redefinir a mediação profissional de cada um.
Porém PLANEJAR também deve fazer parte desse contexto virtual, pois do mesmo modo que o aluno passa despercebido dos significados que os livros, quadro, giz trazem, é também perigoso que navegando virtualmente ele não chegue a PIRÂMIDE INFORMACIONAL apresentada por Spinelli em seu texto.
Aparecida Lucena

Adriana Freitas disse...

O objeto de aprendizagem Milagre da Vida – Biologia oferece em suas atividades muitas oportunidades de aprendizagem, uma vez que podemos fazer a relação com o cotidiano dos alunos.
As discussões realizadas após análise desse objeto, proporcionaram aos professores o conhecimento de diferentes formas de utilizar diferentes situações vivenciadas que estão relacionadas ao tema sexualidade. A maneira como essa abordagem é sugerida no objeto de aprendizagem facilita a discussão pelos alunos, deixando-os mais a vontade para expor suas opiniões, visto que trata-se de um assunto que desperta interesse dos adolescentes e jovens, e que em virtude das diferentes informações vinculadas nos meios de comunicações, geram dúvidas e possibilidades de diálogo entre os alunos.

LUIZ CARLOS VENTURA disse...

A IMPORTÂNCIA DOS OBJETOS DE APRENDIZAGEM NA TROCA DE EXPERIÊNCIAS COM PROFESSORES
A troca de experiências vivenciadas pelos professores é uma maneira de adquirir profundo saber.No dia-a-dia nos deparamos com situações que às vezes ficamos sem saber naquele ou em outro momento como executa-las.
Conversando com professores de escolas e de municípios diferentes aprendemos , transmitimos e ganhamos confiança para realizar o que se parecia complicado.

brenotomaz disse...

Uma situação muito comum nas aulas de química do terceiro ano é os alunos fazerem piada dos nomes dos hidrocarbonetos e se pergutarem que uso irão ter daquele conteúdo em suas vdas, o rived responderia essas questôes com louvor usando o objeto em casa e na farmácia-química1

Adriana Freitas disse...

Sugestão de atividade

- Utilização de uma enquete em sala de aula, para fazer um diagnóstico do conhecimento que os alunos têm sobre sexualidade.

francisco luciano disse...

No momento de socialização dos conhecimentos no grande grupo, observei que os participantes independente da disciplina, fizeram uma avaliação positiva dos O.A.s enfatizando a relação dos conteúdos com o guia do professor de cada área. No momento de socialização dos conhecimentos no grande grupo, observei que os participantes independente da disciplina, fizeram uma avaliação positiva dos O.A.s enfatizando a relação dos conteúdos com o guia do professor de cada área. No momento de socialização dos conhecimentos no grande grupo, observei que os participantes independente da disciplina, fizeram uma avaliação positiva dos O.A.s enfatizando a relação dos conteúdos com o guia do professor de cada área.

creginaldo de assis bezerra disse...

Cada vez mais, tenho a convicção de a união faz a força.
Os objetos virtuais de aprendizagem mostram com muita clareza a interação entre as diversas disciplinas. O planejamento coletivo é de grande importância, pois proporciona uma ampla visão do que desejamos para nossos alunos. Deixando claro os objetivos e a metodologia que iremos adotar em sala de aula ou, até mesmo, aulas de campo. Um objetivo importante é levar o aluno à interagir com os colegas, com isso formular conceitos e expressões matemáticas.

francisco luciano disse...

SIMULAÇÃO DA ATIVIDADE


Após a aula expositiva de geometria plana, uma atividade será proposta aos alunos. dividir a turma em grupos, ficando estabelecido que cada grupo deverá se dirigir a ruas da cidade e após observação de prédios existentes, dizer quais possuem em sua fachada figuras geométricas estudadas em sala, se possível, fotografando-os. Finalmente, cada grupo apresentará seu trabalho mostrando aos demais todo o material coletado e sua relação com a teoria de geometria plana.

LUIZ ANTONIO disse...

AULA

FIGURAS GEOMÉTRICAS ESPACIAIS


Podemos utilizar em uma aula, os objetos da geometria espacial deste modulo, como um método inovador para que o aluno possa memorizar e identificar as figuras apresentadas.
Com essa identificação o aluno poderá resolver suas atividades com mais facilidade e conseqüentemente aprenderá com rapidez.

Rezin disse...

CONSERVAÇÃO DA QUANTIDADE DE MOVIMENTO ( REZIN JUVENTINO )
Três alunos de patins e três bolas de futsalt. Para melhor entendimento os patinadores seriam àqueles com massas bastante direfentes ( dois magros e um fofinho, quase obeso ). As bolas poderiam ser de mesma massa e o diferencial seria as velocidades.
Esta atividade aconteceria na quadra da esola com a presença de todos os alunos, que no momento, estivessem estudando esse conteúdo.

Euclides Leal Neto disse...

Estudo das concentrações das substâncias

Sabendo que a concentração é a relação entre a massa em gramas e o volume em litro, podemos saber quanto é a concentração propondo as transformações de unidades de massa e volume.

Podemos sugerir o objeto de aprendizagem, o educando calcular as tranformações de grama para miligrama e vice-versa e fazer com que o aluno aprenda os conteúdos de química da segunda série do ensino médio com o uso de transformações como também fazer uma interdisciplinaridade com a matemática,biologia e física.
O texto a ser trabalhado é a química e a farmácia que poderia ser trabalhado no laboratório de informática e discutindo na turma as transformações planejadas pelo professor de química, como também poderá ser usada pelo professor de matemática e assim finalizando a atividade com 5 questões de transformações das unidades.

Auryana Gomes disse...

Comentário sobre o Objeto de Aprendizagem:

Nas atividades faremos uma investigação mais aprofundada dos movimentos. Na atividade sugerida pelo texto, os alunos analisarão qualitativamente situações de colisões e empurrões entre os jogadores (patinadores), objetivando verificar que algo se conserva nos movimentos, e que grandezas como a massa e velocidade estão relacionadas com isso.

Atividade Sugerida:

Na quadra da escola podemos separar os alunos por tamanho e peso. Colocá-los em situações parecidas com os patinadores do texto, onde a cada dupla se trabalha a massa individual e com velocidades iguais vamos analisar o que ocorre com um dos alunos ao se colidirem e com a mesma velocidade e mesma massa, o que acontece ao se colidirem? Fica em evidencia que a massa e a velocidade influenciam no que pode ocorrer antes ou depois de uma interação entre corpos

Auryana Gomes disse...

Comentário sobre o Objeto de Aprendizagem:

Nas atividades faremos uma investigação mais aprofundada dos movimentos. Na atividade sugerida pelo texto, os alunos analisarão qualitativamente situações de colisões e empurrões entre os jogadores (patinadores), objetivando verificar que algo se conserva nos movimentos, e que grandezas como a massa e velocidade estão relacionadas com isso.

Atividade Sugerida:

Na quadra da escola podemos separar os alunos por tamanho e peso. Colocá-los em situações parecidas com os patinadores do texto, onde a cada dupla se trabalha a massa individual e com velocidades iguais vamos analisar o que ocorre com um dos alunos ao se colidirem e com a mesma velocidade e mesma massa, o que acontece ao se colidirem? Fica em evidencia que a massa e a velocidade influenciam no que pode ocorrer antes ou depois de uma interação entre corpos

George Bezerra da Silva disse...

Poderíamos utilizar nas turmas de 1º ano do ensino médio com intuito de aprender a Lei da Conservação de Movimento, obedecendo a uma sequência:

I - dividir os alunos em duplas p/ cada computador;
II - comentar resumidamente a parte histórica;
III - permitir aos alunos explorarem o objeto;
IV - fazer questionamentos orais´, o qual, já existe alguns no guia do professor;
V - exigir um relatório do debate no final da aula.

OBS: Na aula seguinte explorar a parte quantitativa com sua respectiva unidade.

Santana disse...

Simulação:
Pesquise através da internet os efeitos psico,físico,social e biológico que as drogas causam na vida do indvíduo. Preencha o quadro demonstrativo.

DROGAS EFEITOS
PSICO FÍSICO SOCIAL BIO

valmir paiva disse...

Após a discursão sobre os objetos de aprendizagem,percebi que existem inúmeras possibilidades para a elaboração de projetos interdisciplinares.
Essa interação é de fundamental importância para o sucesso do curso.pois,a troca de experiência e as situações diversas existentes em nossas escolas nos embasam para uma melhor qualidade em nossas aulas.

SIMULAÇÃO DE ATIVIDADE

Os alunos conhecem as atividades e suas figuras geométricas e depois na sala de aula o professor divide os alunos em grupos ,cada grupo com uma revista,de preferência(veja,isto é,etc...).a missão de cada grupo será de identificar o maior número possível de figuras geométricas.

LUIZ CARLOS VENTURA disse...

UTILIZANDO O OBJETO DE APRENDIZAGEM NAS AULAS DE CINEMÁTICA
Com a ferramenta pedagógica (informática) fica mais fácil transmitir aos alunos o conteúdo cinemática,utilizando o objeto de aprendizagem Conservação do Movimento.
Ao falar em velocidade,sem dúvida,tem que ser explorado a questão do movimento de um móvel.

jeudi medeiros de souto disse...

ATIVIDADE PROPOSTA
Uma atividade que poderá ser realizada com os objetos de aprendizagem consiste em utilizar a simulação de atividades que envolvem o assunto concentrações como pré-requisito para experimentos no laboratório de ciências. Isso possibilitaria a alunos com aptidões de liderança a desenvolverem de forma mais proveitosa trabalhos de monitoria.

Joao Eduardo de Lima Sobrinho disse...

ATIVIDADE

Considere duas bolas de sinuca, uma de massa 30g e outra de massa 50g. Em certo momento elas são jogadas em linha reta e sentidos opostos. Sabendo que elas se chocam, responda o item abaixo após o choque.

1) Faça um desenho para ilustrar essa situação nas várias situações:

a) Elas são arremessadas com mesma velocidade

b) Elas são arremessadas com velocidades diferentes.

Lúcia Helena Firas Rafael disse...

O comentário foi muito proveitoso porque houve interatividade de professores com relação ao curso . Houve troca de experiência de aulas trabalhadas.
Aula; Formar grupos de até 3 estudantes e pedir que cada grupo pesquise na internet sobre os efeitos dos gases nobres.

aleque sandro de lima disse...

comentario
O objeto demonstra os movimentos e sua atuação em sentido e direção as ilustrações mostram o realismo de cada movimentos com clareza e exemplos lógicos. atraves destas torna facil compreensão de cada um deles.

jefferson luiz c. de medeiros disse...

Comentário sobre Objetos de Aprendizagem

Utilizando os Objetos de Aprendizagem como ferramenta de ensino e aprendizagem vai trazer para os professores a ruptura de paradigma na transmissão de conhecimento e na elaboração de planejamento pedagógico, para atingir os objetivos e metas na disciplina de química, tento sempre a preocupação no significado dos conteúdos ministrados em sala de aula e na utilização dos Objetos Virtuais de Aprendizagem . No primeiro momento os professores participantes do curso debateram a importância na utilização desses objetos e sua contextualização para os conteúdos e sua abordagem no cotidiano dos alunos, bem como sua facilidade no uso dos computadores na rede virtual, estimulando a criatividade, a imaginação dos nossos alunos e a interação significativa dos conhecimentos.

Antonio Florencio disse...

Sobre o objeto de aprendizagem da disciplina de Biologia

A principio como o tema fala sobre sexualidade, teríamos como ponto de partida o conhecimento prévio do educando, a partir dai aula teria uma explanação oral e debates sobre temas relacionados, principalmente assuntos que abordem tabús e temas atuais(aborto,células troncos,etc.), em seguida com o auxilio do objeto de aprendizagem iríamos observar a atividade 01, onde será abordado temas atuais como AIDS,afeto,etc. e também havendo o espaço para comentários antes e após o estudo da atividade01.
Já na atividade 02 abordagem seria sobre sexo um tema que é cercado de muito preconceito, mas a atividade ira nos ajudar a desmistificar esse tema com
o uso de capas de revista onde o aluno percebera que esse tema é mais normal e presente nas nossas vidas e em nosso cotidiano,
Em seguida na atividade 03 nos mostra alguns métodos contraceptivos, e qual o mais adequado com suas falhas e virtudes.
Na atividade 04 o aluno tem a oportunidade de observar desde o período de ovulação até o período fértil como também observar os hormônios que atuam nessa fase, em seguida a atividade 05 complementa com perguntas interativas sobre o método da tabelinha fazendo comparações e relações, o educando percebera que esse método não é seguro pois existem varias condições para esse método funcionar.

Demóstenes disse...

Realizar uma atividade onde os alunos possam pesquisar na internet os diferentes índices olímpicos dos atletas das olimpíadas de 2008, na china. Sendo que os alunos irão representar estes valores em um gráfico e determinar a velocidade médias dos atletas, para os participantes da prova dos cem metros rasos, encontrando estes valores dividindo a distância percorrida pelo tempo gasto.

Sidney disse...

Simulação da Atividade:

Organizar seminários com diversos temas como:
. Gravidez na Adolescência
. Aborto
. Métodos Contraceptivos
. DSTs

Após a apresentação dos seminários, cada aluno receberá um papel em branco, para anotar suas dúvidas, sem precisar ser identificado. Colocará em uma caixa, que será aberta pelo professor, que será o mediador do debate

LUIZ CARLOS VENTURA disse...

CONSERVAÇÃO DO MOVIMENTO
O ser humano para realizar a maioria das suas atividades diárias necessita da sua locomoção.Por isso é de fundamental importância o estudo do MOVIMENTO ,pois ele é um referencial a tudo que se move.
Debatendo com os alunos em sala,podemos citar exemplos de movimentos desde a sua saída de casa para a escola,a pé ou de automóvel,até mesmo de outros seres ou máquinas diversas que se deslocam.
Conhecendo leis,fórmulas,conceitos,e exemplos da Conservação do Movimento,os alunos irão usufruir de um conteúdo prazeroso para o seu conhecimento.

Marcos Antonio Tavares Santos disse...

Segunda Semana (22/07/2008)
Professor: Marcos Antonio Tavares Santos.
Atividade 2 : Geometria da Cidade.
Simulação de Atividade:
Título: Análise de figuras espaciais.
a)Trazer de casa objetos que representam figuras espaciais;
b) Em sala,planificar quando possível os objetos;
c) Determinar quantos vértices, arestas e faces cada figura possue;
d) Responder um questionário sobre as propriedaes das figuras;
e) Relacionar as figuras espaciais que utilizamos no cotidiano.

Vera disse...

Simulação:
Pesquise através da internet os efeitos psico,físico,social e biológico que as drogas causam na vida do indvíduo. Preencha o quadro demonstrativo.

DROGAS EFEITOS
PSICO FÍSICO SOCIAL BIO

jose magnaldo disse...

Comentários

De acordo com o tema o tema “ Geometria da Cidade “ É de fundamental importância trabalhar com os adolescentes de uma forma criativa e interessante ; interagindo com o grupo, de modo pelo qual as formas geométricas são inseridas no cotidiano dos indivíduos.


Atividade proposta

Número de aulas (duas)
• Uma no laboratório de informática;
• Uma na sala com todo grupo.

Analisar as figuras geométricas do objeto de aprendizagem e trazer fotos de cidades para identificar essas figuras com o grande grupo.

Genoveva Melo disse...

COMENTÁRIO

A socialização no grande grupo aconteceu de forma muito proveitosa, porque a partir dos comentários e sugestões dos colegas percebi que posso aplicar o mesmo objeto de aprendizagem em diferentes situações. É importante esse debate para que possamos aprender a ouvir e a respeitar a opinião do outro. O guia do professor é um mecanismo muito interessante, pois nos possibilita um melhor entendimento do objeto, e assim, facilitar a comunicação entre aluno e professor.

AULA
TEMA: Sexualidade
SUBTEMA: Gravidez na adolescência

1º MOMENTO:
Expor o tema para iniciar discussão e descobrir o grau de interesse e conhecimento dos alunos;

2º MOMENTO:
Dividir a turma em grupos e no laboratório de informática apresentá-los o objeto de aprendizagem, para que os alunos interajam e reconheçam os diferentes métodos anticoncepcionais e em seguida deverão expor o que aprenderam com objeto de aprendizagem “Milagre da vida: sexualidade humana”.

Aparecida Lucena disse...

Simulação de uma atividade possível de ser usada em sala de aula usando o objeto de aprendizagem:
22/07/08 tarde

Biologia: O milagre da Vida – Sexualidade humana

Atividade

Numa turma de 30 alunos (ensino médio) foi trabalhado o tema acima mencionado, os alunos solicitaram uma pesquisa entre eles mesmos para tentar socializar o que eles tinham de conhecimento prévio sobre o assunto, depois desse momento houve algumas discussões e chegaram a conclusão que muitas informações foram conceituadas ao longo do tempo de forma errada,Essa aula foi dividida em tópicos de aprendizagem, ou seja, foi planejada anteriormente.

Aparecida Lucena

jefferson luiz c. de medeiros disse...

" Classificação dos elementos químicos,suas propriedades periódicas e sua aplicação no seu cotidiano"

partindo da identificação dos metais, ametais e gases nobres o aluno será capaz de reconhecer os estados físicos dos elementos químicos, bem como reconhecer suas propriedades (reatividade, afinidade eletrônica densidade, carater metálico, P.F e P.E), reconhecendo também a utilização dos principais elementos químicos no seu cotidiano, sendo capaz de reconhecer e identificar os nomes e símbolos dos elementos mais importantes. No final cada aluno terá o nome e o símbolo do elemento químico e iremos construir a tabela periódica com eles de acordo com sua semelhança química e física, baseado na lei periódica dos elementos químicos abordado na sala de aula.

creginaldo de assis bezerra disse...

Atividade

Módulo: calor “termômetro”

Objetivo: Mostrar que o procedimento de verificar de uma pessoa está com febre ou não, através do contato com as mãos não tem exatidão.

Desenvolvimento:
Pedir que os alunos formassem grupos.
Uma parte do grupo colocá-se a mão em uma bacia com água morna, em seguida, verificar se o colega estaria com febre e anotasse suas conclusão. Em seguida, a outra parte, coloca a mão na bacia com água fria e faz o mesmo procedimento da água morna e faz as anotações.
Depois, é só discutir os resultados.

jefferson luiz c. de medeiros disse...

Lendo o texto de Walter Spinelli vivenciamos novas situações de aprendizagem.
Como adaptarmos aos avanços tecnológicos dentro do contexto escolar no processo de ensino e aprendizagem quando o acesso as informações ampliou com o advento da Internet, utilizando a pirâmide informacional de Machado ( 2002 ) temos um desafio para que os alunos possam a partir dos DADOS ( qualitativos e quantitativos ) atinjam os níveis de INFORMAÇÕES tendo a capacidade de selecioná-los e dando significado e conduzi-los para o próximo nível que é o CONHECIMENTO, fundamental para estabelecer a compreensão das informações. Para que os educandos atinjam o último patamar é necessário projetar ou seja, devemos termos objetivos e metas estabelecidos no projeto educacional da escola, dessa formas iremos quebra o paradigma de como utilizarmos os objetos de aprendizagem proposto pelo RIVED.

Silvia Groto disse...

Sobre O Milagre da Vida - Biologia
As 05 atividades são muito interessantes, pois possibilitam ao aluno obter informações sobre um tema muito polêmico que é a sexualidade. Auxilia muito também aqueles professores que se sentem constrangidos para tratar de aŕeas mais "polêmicas" da sexualidade humana, neste sentido, este objeto auxilia muito a prática pedagógica.
Observações: na atividade 5, que trata do tema da tabelinha, o período fértil da mulher, na minha opinião é muito curto ( apenas 2 dias antes e dois dias depois da ovulação), acredito que esse espaço deva ser aumentado ( 4 dias antes e 4 dias depois) pois trará um maior intervalo de segurança.No final da atividade fica claro que a tabelinha não é um método seguro, porém devemos ter muito cuidado com as informaçoes que passamos aos nossos alunos, principalmente num tema como esse, em que um mal entendido pode afetar para sempre a vida de 2 jovens.
Silvia Groto ( aluna da 3a feira, cursando na 4a feira)

Anônimo disse...

Texto: Os objetos Virtuais de Aprendizagem.
O texto enfatiza a idéia de que os obtivos do educador e da escola devem ser os últimos degraus da Pirâmide Educacional; o CONHECIMENTO é obtido através da compreensão das informações que chegam aos alunos e é a INTELIGÊNCIA que possibilita a criação à partir do conhecimento internalizado. Considerando ainda o avanço tecnológico e o acesso que nossos alunos tem à Rede Mundial de Computadores, cabe a nós, educadores, utilizarmos essa fonte de informações em nossa prática pedagógica, principalmente através do domínio dos Objetos Virtuais de Aprendizagem, facilitando o alcance do topo da Pirâmide Educacional atráves de um método que faça parte do dia a dia de nossos alunos. Silvia (aluna das 3as feira, frequentando
as 4a feiras)

Marcos Antonio Tavares Santos disse...

Primeira Semana (08/07/2008)
Professor: Marcos Antonio Tavares Santos.
Atividade 1 : Análise do texto: Os objetivos virtuais de aprendizagem: ação, criação e conhecimento.

Diante das várias situações de ensino- aprendizagem, surge sem sombras de dúvidas uma nova ferramenta para auxiliar o professor nessa tarefa. Os OVA's ( Objetos Virtuais de Aprendizagem). Com a facilidade que os alunos possuem hoje em encontrar informações na rede mundial de computadores, os OVA's vão ampliar o campo de busca de conhecimento para que os educandos possam desenvolver sua capacidade crítica, experimental, investigativa e criativa.
Protanto, ao produzir um OVA,o professor elabora metas, realiza atividades, depura informações essnciais sobre aquele assunto do OVA e determina o acompanhamento e os resultados obtidos na aplicação dos OVA's.

Elizabete Marinho disse...

Simulação de atividade
Iniciar a exploração do conteúdo”formas geométricas” com aula de campo em visita ao centro da cidade observando as edificações. Após visita, solicitar que na próxima aula os alunos tragam embalagens diversas, semelhantes às formas das edificações observadas. Durante a aula solicitar que os alunos construam uma maquete para trabalhar as formas geométricas, após a construção, solicitar que observem as figuras em diversas posições: frente, lado, alto. Em segundo momento, solicitar que os alunos planifiquem as embalagem para trabalhar a planificação da figura, e identifiquem as faces, os vértices e as arestas identifique ainda, quais os polígonos que formam a figura espacial. Logo após a planificação, montar novamente as embalagens e classificá-las como objetos regular, irregular e corpos redondos, de acordo com a exploração do aluno, as propriedades, classificações, composição, elementos e características serão assimiladas com mais facilidade. Na aula seguinte utilizar os objetos de aprendizagem solicitando que os alunos resolvam as atividades. Assim, eles estarão prontos para explorar as atividades e fazer uma ligação com o cotidiano.

Antonio Florencio de Lima Filho disse...

Segundo o texto "Repensando a avaliação" de Cesar Nunes, o processo de repensar a AVALIAÇÃO deveria ser indissociável do processo de repensar a educação, contundo devemos pensar que não existe aprendizagem sem avaliação, pois ela acima de tudo é o memento de reflexão sobre o processo ensino aprendizagem.
O processos avaliativos tem que ser pensado de modo coerente, com ou sem uso de tecnologia, para aprimorarmos a aprendizagem dos educandos e a tecnologia tem um papel primordial nesse processo.

Elizabete Marinho disse...

De acordo com Cesar Nunes em seu texto ”Repensando a avaliação” a sobrevalorização de testes avaliativos têm impedido uma maior disseminação de práticas educacionais e que trabalhem valores, competências e habilidades. Isso é notório em escolas públicas, hoje os alunos não estudam com o objetivo de adquirirem conhecimentos e sim para obter uma nota classificatória. Um dos instrumentos condizentes para essas expectativas é a resolução de problemas aliado ao uso de software que exploram o raciocínio do aluno e leva-o a aplicar regras que antes não tinha sentido algum, por não fazer parte de seu cotidiano. Outra valiosa contribuição que a tecnologia dá à avaliação educacional é a condição de desenvolvimento do metacognição, que é a conscientização do próprio aluno na construção do conhecimento.
Os instrumentos de avaliação utilizados por professores não têm obtido resultados positivos, pois muito se fala sobre avaliar no contexto geral, e na realidade não é isso que acontece, por vários fatores, dentre eles, a diversidade de conhecimentos que os alunos obtêm em sua vivência fora de sala de aula, tornando impossível a individualização mediante o conhecimento dos mesmos.
Se faz necessário buscar soluções para uma avaliação coerente com essa realidade e que possibilite a verificação de conhecimentos adquiridos.

LUIZ CARLOS VENTURA disse...

REPENSANDO A AVALIAÇÃO

Uma das tarefas mais complexa que o professor enfrenta em uma sala de aula, é o de avaliar.A avaliação é um processo contínuo que exige do docente uma forma adequada para determinados alunos.
Hoje, a maioria dos professores usam métodos de avaliar com os seus alunos ainda tradicionais,como por exemplos provas escritas,pesquisa para casa, trabalhos individuais ou em grupo etc.Mas existem outros que buscam outros meios como participação, comportamento dentre outros.Todos esses processos de avaliar ainda é para observar o desempenho escolar da aprendizagem dos conteúdos.
Um grupo da Faculdade de Educação de Harvard fala sobre o "Ensino para Compreensão". Para eles: "O aluno passa de um nível para o outro, ou seja,do discurso à prática é necessário pensar /vislumbrar como se comporta o aluno que compreende totalmente,parcialmente ou que não compreende o que está sendo trabalhado".O professor tem de verificar todas as qualidades que venha a demonstrar o discente para a análise avaliativa.
O instrumento da avaliação que atinge os objetivos da aprendizagem na sua qualidade do avaliado são as rubricas,atreladas a uma atividade particular e criadas pelo professor.Muito trabalhosa, mas eficaz no desempenho do educando desde o não saber e o dominar.
Com todos esses processos avaliativos citados, fica claro que o avaliar vai muito além do que uma simples prova escrita, para se chegar a uma nota,mas a uma qualidade,uma complexidade.

Sidney disse...

Texto: Repensando a avaliação
Este texto desperta no educador, a vontade de mudar os meios de aprendizagem na educação. O verdadeiro educador sempre está buscando inovar na sua maneira de ensinar, porém, as dificuldades sempre aparecem no momento de avaliação, como: dificuldade muitas vezes de planejar, pela dupla jornada de trabalho; grande número de alunos em sala de aula o que dificulta uma avaliação contínua, etc.
Na realidade, torna-se difícil para o educador usar métodos diferentes de avaliação,se os alunos para entrarem na universidade precisa passar por uma prova de classificação.

Adriana Freitas disse...

o texto Repensando a Avaliação trata da necessidade que temos de refletir sobre a educação e a forma de avaliar, numa realidade onde o conhecimento se renova numa velocidade muito ampla.
Trazer os recursos tecnológicos para o processo de avaliação, significa redimensionar nossa prática cotidiana e propor aos alunos o desenvolvimento de novas habilidades e conceitos, de forma prática e dinâmica, enquanto o processo de elaboração de hipóteses e teorias, possam possibilitar a construção do conhecimento através da avaliação.

Jorge disse...

Olá Pessoal!!
- Quem ainda não postou as reflexões acerca do Texto de César Nunes “Repensando a Avaliação” é bom fazê-lo, estamos nos encaminhando para o nosso 3º encontro presencial nesta 3ª feira (5/08) e é importante que até lá todos tenham postado. Qualquer dificuldade estaremos por perto. Aguardo todos.
Grande abraço

Edilson disse...

O texto "Repensando a avaliação" de César Nunes, me chamou a atenção por dois aspectos, quando nos fala do processo de repensar a avaliação, que deveria ser indissociável do processo de repensar a educação, contundo devemos pensar que não existe aprendizagem sem avaliação, pois ela acima de tudo é o memento de reflexão sobre o processo ensino aprendizagem.
O outro aspecto é nossa prática nos processos avaliativos, na verdade, precisamos realmente repensar a avaliação, de modo geral, os professores não tem objetivos claros de seus objetivos na hora de avaliar, avaliamos na maioria das vezes só para atribuirmos uma nota. César Nunes nos chama para uma reflexão sobre nossa prática, acredito que as novas tecnologias irão nos ajudar nessa nova tendência.

profºbreno disse...

PROFESSOR BRENO
É bem notado que nosso modelo de avaliação atual servi mais para satisfazer um fazer pedagógico formal e burocratico a realmente medir o aprendizado do aluno.
Os objetivos de aprendizagem não são entendidos por muitos professores o que faz haver um distânciamento entre um ensino ideal e realidade.
O que deve estar bem claro para cada professor é a delimitação dos objetivos de acordo com o contexto do aluno, se por um lado esse aluno não tiver informações para se explorar um determinado tema seu comtexo pode oferecer informações e variaveis bem valiosas

Patricia Torres disse...

O texto fala de um assunto complexo e polêmico que é a avaliação.
Trazer um problema para o aluno,dar a ele a chance de pensar, de resolvê-lo de sua forma,através do seu conhecimento e capacidade de achar caminhos é uma boa opção de avaliação.
Acho que a tecnologia veio para ajudar o professor já que com a ajuda de softwares, o aluno pode ser avaliado de uma forma sutil,onde ele mesmo vai vendo as suas deficiências,tentando achar respostas e repensando os problemas até a sua solução.
Acho que novos métodos avaliativos são decisivos para a melhora do ensino atual.

luiz antonio disse...

TRABALHO






. A avaliação é um dos parâmetros mais difíceis de se analisar, pois com os novos métodos de avaliação implantados na educação, no meu entendimento deixa um pouco a desejar, isto porque cada escola, ou professor, interpreta a avaliação continua de diversas maneiras, e isto faz com que o aluno fique com dúvidas em relação a sua avaliação.
Muitas vezes as atividades avaliativas que propomos para que os alunos atinjam certos objetivos e desenvolvam suas qualidades estão diretamente relacionados à criação de algum produto.
Uma maneira de superar essas dificuldades é primeiramente que tenhamos clareza dos objetivos de aprendizagem que devemos ter em nossas disciplinas. Portanto, nós professores devemos antes de tudo deixar que o aluno fique realmente consciente do que seja uma avaliação, e como ele está sendo avaliado.




LUIZ ANTONIO

Silvia Groto disse...

Repensando a avaliação

Tenho consciência de que devemos realizar uma avaliação qualitativa da aprendizagem (até porque é o que é recomendado pelos PCNs). No entanto eu e a maioria dos educadores ainda realizamos, na maioria dsas vezes, a tradicional avaliação quantitativa. Devemos efetivamente refletir sobre essa questão e encontrar maneiras de abandonar os métodos avaliativos tradicionais pois não refletem a capacidade de aprendizagem dos alunos.
O texto enfatiza o uso da tecnologia como um dos meios para se chegar a essa avaliação qualitativa, acho que realmente a tecnologia pode ser uma ferramenta para nos auxiliar, porém devemos tomar cuidado para não tornar a avaliação um processo impessoal, devemos utilizar a tecnologia a nosso favor mas não podemos achar que ela resolverá todos os nossos problemas, principalmente porque grande parte dos educadores desse país nunca sequer sentou à frente de um computador.

Silvia Groto- (aluna das 3a feiras frequentando nas 4a feiras)

CREGINALDO DE ASSIS BEZERRA disse...

A avaliação da aprendizagem que tradicionalmente tem apenas como alvos o julgamento e a classificação do aluno precisa ser revista.
A avaliação deve está ligada ao saber: conhecer (formação de conceito, raciocínio, decisão, pensamento e linguagem); ser (atitudes e valores); conviver (comportamentos sociais); fazer (habilidades e competências). Portanto, partir de uma dimensão multidimensional e integral da aprendizagem, como processo global, dinâmico e contínuo.
A avaliação deve ser uma ferramenta ampla, aberta para diversas metodologias de avaliar, por exemplo, o uso das tecnologias.

PROF BRENO disse...

Foi interessante vê uma comunhâo de pesamento do que eu pensava o que os meus colegas falaram na reuniâo, ACHO QUE QUANDO MAIS DEUMA PESSOA PECEBE O MESMO FATO É PORQUE É UMA CONFIRMAÇÃO....TEMOS QUE MUDAR NOSSA MANEIRA DE AVALIAR!!!

Marcos Antonio Tavares Santos disse...

Segunda Semana (05/08/2008)
Professor: Marcos Antonio Tavares Santos.
Atividade 3 : Repensando Avaliação. César Nunes.
Avaliar é realmente complexo. Determinar como o aluno está pensando num determinado conteúdo em relação aos objetivos exigidos,aplicar um modelo de avaliação condizente com os objetivos e, em seguida,compreender o seu pensamento através de uma prova leva tempo e precisa do conhecimento do professor.Podemos mudar esta maneira de avaliar,precisamos urgentemente criar avaliações relacionadas com os nossos objetivos.A ferramenta tecnológica vai contribuir para atingirmos as metas de avaliação que desejamos,pois o aluno teste hipóteses de resolução,criação e interpretação de passos,investigação de cenários e "feedbacks" com o professor.

JOÃO EDUARDO DE LIMA SOBRINHO disse...

Como o texto de César Nunes relatou, na década passada surgiram questionamentos que refletiam a necessidade de repensar a educação. Muitos estudiosos comentaram a necessidade dessa mudança, mas só hoje ( de 3 anos para cá ) é que a coisa tem sido levada a sério. O governo criou coragem e admitiu que a educação está péssima e que precisa de ajuda.
Hoje estamos aqui no curso RIVED para repensar o pilar fundamental da educação que é a avaliação. Precisamos elaborar uma avaliação que investigue o que o aluno tem de conhecimento adquirido e não uma avaliação que sirva para gerar apenas uma nota. É difícil chegarmos a esse tipo de avaliação, mas não é impossível. Vamos a luta meus nobres companheiros professores.

Vera Lúcia disse...

A questão de avaliação passa por vários processo de avaliar.
Leva a pensar e conhecer até que ponto o seu conhecimento.
A flexibilidade de cada professor

Antônio Florêncio de Lima Filho disse...

Natal, 05/08/08.(3º Encontro)

Os comentários sobre o texto “Repensando a avaliação “ foi bastante proveitosa, os colegas enriqueceram o diálogo porém, o processo segundo o próprio texto de ... repensar a avaliação deveria ser indissociável do processo de repensar a educação...
A avaliação dever ser adotada por todos que fazem parte da escola, professores, gestores, em fim todos que contribuam direta ou indiretamente para uma educação de qualidade, a avaliação não deve ser apenas um processo aplicado nos educandos.

rezin disse...

Rezin...
O processo de avaliação só existe, quando existe aprendizagem. O ato de avaliar realizado pelo professor, consiste em verificar a execução das tarefas realizadas pelo aluno, de forma correta, atribuindo valores, ou seja, contabilizando os acertos dele. Ao final é calculado a nota. É uma forma de avaliação burocrática usada para a promoção do aluno e só. A avaliação, de quanto, realmente aprendeu é duvidosa, imprecisa, teórica e , as vezes, irreal.
É um processo de difícil execução por envolver muitas variáveis.

Marcos Antonio Tavares Santos disse...

Terceira Semana (05/08/2008)
Professor: Marcos Antonio Tavares Santos.
Comentário: 1º momento.
Na discussão do texto "Repensando a Avaliação" de César Nunes,vários colegas concordaram que o nosso modo de avaliar não satisfaz os objetivos dos conteúdos ministrados . A ferramenta de avaliar(PROVA) faz aferição quantitativa do aluno e não qualitativa. Analisar o processo de aprendizagem do aluno requer outas ferramentas como: situações problemas onde o educando faça investigação da atividade, retirar dados,produzir estratégias de solução,apresentar respostas adequadas,análise crítica dos dados. Desta forma,contribuiremos com a aprendizagem do aluno, melhorando a nossa avaliação.

Creginaldo de Assis Bezerra disse...

O debate sobre o texto de Cesar Nunes "Repensando a Avaliação" foi muito proveitoso, ficando claro a importância da avaliação quando pensamos em melhoria no ensino.
Segundo (Nunes, 2006)O processo de repensar a avaliação deveria ser indissociável do processo de repensar a educação.

aparecida lucena disse...

Comentário sobre o texto de César Nunes (discussão no grande grupo)

O texto foi bem absorvido pelo grupo e deixou cada vez mais interrogações no que se refere a AVALIAÇÃO, com certeza o tema é pertinente , porém é louvável a postura do autor, nos provoca a olhar para nossos alunos e vermos que ainda falta muito para termos e vivermos uma avaliação mais completa e voltada para o tão grandioso ENSINO PARA A COMPRENSÃO.

Auryana Gomes disse...

Avaliar é um ato de responsabilidade e sabedoria. O professor tem posse de uma ferramenta avaliativa que é a avaliação escrita (prova) no qual os alunos serão submetidos a uma auto-avaliação do que aprendeu ou não aprendeu. Avaliar é ter clareza dos objetivos de aprendizagem que temos em nossas disciplinas, é o "ensinar para a compreensão". Portanto, o passo seguinte para pensar numa avaliação condizente com os objetivos de aprendizagem que colocamos é definir quais são as qualidades que demonstram que esses objetivos foram atingidos total ou parcialmente.

Cicero Pereira da Silva disse...

O debate sobre o texto de Cesar Nunes , chegamos uma conclusão que a avaliação é necessária para que haja troca de informação e desenvolvimento no proceso;

valmir paiva disse...

A criação de novos parâmetros e diretrizes curriculares criou uma falsa expectativa em relação à avaliação.o processo de repensar a avaliação deveria ser indissociável do processo de repensar a educação.vejo com muita tristeza a maneira como avaliamos nossos alunos.
O texto fala de uma educação que prepara o aluno para ser cidadão no mundo de constantes mudanças mas,o processo de avaliação que nós temos não permite a inclusão desses jovens no processo de construção do conhecimento.a cada ano a educação brasileira despeja na sociedade,jovens que concluiram o ensino médio, sem perspectiva alguma,direcionando-os para o caminho das drogas e da prostituição.

José Magnaldo disse...

De acordo com o comentário da turma, ficou claro que avaliar é uma parte do ensino-aprendizagem de grande importância, e o problema atual não estar na existência ou uso dos exames objetivos e dos dados quantitativos e sim, na falta de instrumentos que permitam interpretar dados mais qualitativos.

Elizabete Marinho disse...

Comentário – discussão

Após estudo do texto “Repensando a avaliação” alguns colegas se posicionaram no sentido de destacar a importância da contribuição da família junto à escola para o desenvolvimento educacional dos filhos, como também o compromisso do governo frente a educação, observamos ainda que o uso de diversos instrumentos de avaliação é fundamental, pois devemos avaliar as competências e habilidades do aluno e não apenas cumprir a parte burocrática que o sistema exige da educação,avaliando apenas o quantitativo, pois hoje o aluno, em sua maioria estuda para obter notas classificadora, e não para adquirir conhecimento. Devemos desenvolver ainda no aluno a metacognição para que ele seja construtor do próprio conhecimento .

jeudimedeiros disse...

Desde a introdução dos parâmetros curriculares no sistema educacional brasileiro o processo avaliativo vem adquirindo um caráter mais justo e humanizado considerando não apenas o intelecto como sendo fator fundamental no processo de aprendizagem, mas dando relevância a capacidade do pensar , do fazer, e da atitude crítica mediante uma situação-problema,entretanto muito coisa há que ser feita para que o processo avaliativo não seja algo tão discrepante e ilógico. para que uma revolução positiva na avaliação brasileira, nossos professores devem ser orientados a usar de forma coerente e eficiente os novos critérios avaliativos que devem estar de acordo com as bases exigidas em programas avaliativos como o ENEM por exemplo. Entendo que só assim, saberemos nos guiar de forma precisa no que se refere a essa nova compreensão do saber que tem se instalado em todo o mundo.
O que de fato queremos? alunos mecanizados, ótimos em resolução teóricas, e competitivos mediante uma sociedade tão individualista, ou seres integrados, humanizados e pensantes, dotados de senso crítico atuantes e modificadores de um sistema social tão individualista? precisamos decidir que caminho trilhar.

A forma de educação da década passada já não mais atende aos anseios dessa nova geração,uma geração que tem se tornado cada vez mais independente de fontes preestabelecidas do conhecimento. Então se a forma de educação deve se basear nas novas formas do conhecimento parece obvio que o método avaliativo utilizado em nossas escolas já não pode ser considerado algo seguro e coerente de aferição do desenvolvimento do aluno. É bem verdade que desde 98 temos considerado um novo pensar avaliativo, valorizado com maior precisão não apenas as informações adquiridas,mas, também a verdadeira essência do conhecimento que valoriza também a capacidade de utilizar as diversas ferramentas do saber, o que considera as habilidades e competências que precisam ser dominadas pel0o o aluno.
Algo perturbador ainda se manifesta no fato da inferência embora tenha conotação perfeccionista, entende-se que ainda estamos longe de uma avaliação se não perfeita, mas, ao menos justa. Nisso acredito quando penso se o que é avaliado é aquilo que o aluno de fato aprendeu ou aquilo que imaginamos que ele aprendeu.








prof. Jeudi

Santana disse...

Representando a avaliação (César Nunes)

Com a criação de novos parâmetros e diretrizes curriculares, onde se faz necessário repensar a educação, adequando-a à uma necessidade da realidade vivida. Não poderíamos repensar a educação sem repensar a avaliação, mas parece não ter sido uma preocupação primordial. Continuou-se avaliando os alunos de forma quantitativa deixando de se trabalhar os valores como competências e habilidades. César Nunes questiona sobre as formas de se avaliar habilidades e competências sobre novas ferramentas que auxiliem o professor neste processo. Então ele aponta a Internet como uma ferramenta que muito irá auxiliar nesta nova visão da educação.

aleque sandro de lima disse...

O metodo avaliativo é muito complexo, pois muda a cada caso , existem muitas variáveis envolvidas, a principal delas é o conhecer , o saber, o desenvolver à ação.
como mediador do conhecimento cabe a nós observar e determinar soluções para resolução de problemas, mas de feitas de forma clara é pura ficção, pois isso e tarefa quase impossivel veja: primeiramente tem se que fazer um relatório da turmas e através deste justificar e procurar meios para solucionar as situações apresentadas mas é impossivel fazer isto com uma turma que apresenta ema quantidade muito
grande de alunos.
em âmbito geral o termo ¨o que fazer ¨ ainda esta centrada em nós e ate o momento esta pergunta permanece sem resposta.

EDILSON PINHEIRO disse...

A reflexão sobre o texto de Cesar Nunes abalou nossa prática avaliativa, instigando a todos a uma reflexão do nosso fazer pedagógico, muitos dos colegas sentiram-se incomodados, já pensando em mudar sua prática, mas ficou a perguntar, então como avaliar? nos restou uma certeza, precisamos aprender a avaliar.

valmir paiva disse...

A Discursão sobre o texto de cesar nunes foi bastante proveitosa porque provoca um conflito de opiniões sobre o processo de avaliação,porém,infelismente,constatamos que esse processo de avaliar é gradual e requer uma maior qualificação de nossos educadores.

Euclides Leal Neto disse...

comentário sobre repensando a educação:

o texto fala que o processo de repensar a avaliação deveria ser indissociável de repensar a educação. A educação é um processo que está diretamente ligado com o desenvolvimento do indivíduo desde que ele começa ter uma concepção de mundo e da socialização com o mesmo. A avaliação precisa de mecanismo que seja eficaz e este mecanismo deve ser adaptados para vida de cada um, e isto é difícil, pois a diferença de classes sociais com o poder aquisitivo de cada um são grandes, em geral , a forma de passar um ensinamento pode ser favorável a metodologia para alguns e outros não, por diferenças de conhecimentos, digo conhecimento, pois tudo que é ensinado não é aprendido e isto faz com que alguns educandos progridam mais do que outros, assim é preciso reavaliar a avaliação. Uma das propostas no texto é solucionar problemas. Como solucionar problemas? Aí exixte dois procedimentos: o procedural e o estratégico, esses conhecimentos para os dias atuais precisaria de mais tempo e uma disciplina de cada educando estiver envolvidos com o problema e isto complica, pois o estudante de hoje´não é um estudante pesquisador, mas de querer tudo pronto. O uso da tecnologia é importante para o desenvolvimento cognitivo, mas sem o interesse dos estudantes se torna uma coisa passageira. Até agora fiz uma análise do que vivo na escola e esta analise é o problema enfrentado em cada escola, como ensinar se dois problemas persistem; a leitura, interpretação e as quatro operações básicas da matemática. Como fazer o aluno ser um aluno virtual se ele não tem as ferramentas necessárias para aprender a utilizar um computador. Bom, voltando para o texto de reavaliando a educação fazer pequenos procedimentos ou etapas passo a passo é uma forma de não termos apenas uma avaliação, mas através de um preparo, o professor ter estrtégias de pensamento para adequar a tecnologia para a realização de situações problemas. Para uma avaliação ser significativa, precisa ter objetivos e estes objetivos tem que ser alcançados com uma sistemática e a princípio tem que ser construido sabendo o nível do aluno para daí ter uma educação progressiva e homogênea para que todos os alunos compartilhem com a mesma forma de resolver problemas e que assim sejam autônomos e solidário com aprendizagem que estão vendo com ajuda do educador.

Francisco Luciano disse...

Com os avanços recentes em todas as áreas a nível global, viu-se também a necessidade de repensar a educação para acompanhar o desenvolvimento dos outros setores. Como parte importante e indissociável da educação, a avaliação não poderia ficar fora dessas mudanças.
A avaliação quantitativa, aplicada na maioria das vezes, começou pouco a pouco a apresentar mudanças em testes como o Enem onde se prioriza o desenvolvimento de habilidades nos educandos. se observa que a necessidade de novos parâmetros de avaliação é sentida por grande parte dos educadores. Isso é evidenciado quando a avaliação é feita baseada em situações-problemas que aproximam a aprendizagem do cotidiano do educando.
Diante do uso de novas tecnologias, espera-se que outros parâmetros sejam inseridos no processo de avaliação com o intuito de torna-la instrumento eficiente de mensuração da aprendizagem.



Na discussão no grande grupo sobre o texto repensando a avaliação, ficou claro que nossos instrumentos de avaliação estão defasados em relação a nossa realidade atual. todos foram unânimes em afirmar a necessidade urgente de mudanças.

Genoveva disse...

Na discussão com o grande grupo sobre AVALIAÇÃO, observou-se a ausência da família na vida escolar do aluno. Esse fato se torna relevante, quando se tem a família como base, o que não acontece com freqüência nas nossas escolas. Na maioria das vezes os pais vêem a escola não como uma instituição que sistematiza o conhecimento, mas como o local de escape para passar algumas horas longe de seus filhos.
Com base nessa realidade podemos analisar que se nossos alunos fossem provenientes de uma família estruturada, talvez desenvolvesse com eficácia seu poder de concentração e então atingir os objetivos esperados pelo professor nas avaliações propostas.



Genoveva

GEORGE BEZERRA DA SILVA disse...

Analisando o texto “Repensando a avaliação” de César Nunes

O processo de repensar a avaliação deve ser intríseco ao processo de repensar a educação, uma vez que esta havendo uma mudança nas nos parâmetros e diretrizes curriculares, sendo assim, se faz necessário repensar a educação adaptando-a à uma necessidade da realidade local. A educação atual parece não se preocupar primordialmente com o ato de repensar a avaliação. O que podemos observar é que permanecem avaliando quantitativamente os alunos em vez de qualitativamente (competências e habilidades). Com isso, o autor recomenda a utilização da Internet como uma nova opção (ferramenta) que deverá auxiliar os professores no processo de construção do conhecimento e avaliação.

Lúcia Helena Firas Rafael disse...

Os métodos de avaliação que usamos em nossas disciplinas não condiz condiz com a necessidade de formação do aluno. Porque no momento das avaliação fazemos prova cobrando a memorização do conteúdo estudado.
Uma maneira de superar essas dificuldades é primeiramente ter clareza dos objetivos de aprendizagem, fazer avaliações conforme o assunto estudado e dependendo do desempenho do aluno fazer várias avaliações para que o aluno sinta-se mais participativo e mais responsável pelo assunto que foi abordado em sala de aula.

CICERO PEREIRA DA SILVA disse...

O cubo mágico, relacionado aos demais conteudo estudaddo foram bastante valiosos pois podemos interargir um conteudo aos outros .

George Bezerra da Silva disse...

objeto analisado: Teodolito

Este objeto foi criado para a disciplina de Física, porém ele está direcionado a disciplina de Matemática, uma vez que este trata de relações de ângulos e ordem de grandezas. Também é necessário que haja uma explicação právia do pricípio de funcionamento e aplicação para que ocorra uma melhor interação do seu uso.

Demóstenes disse...

O objeto teodolito,é bastante interessante para se trabalhar as relações métricas dos triângulos e, a partir do momento que se tenha um cinhecimento prévio do seu funcionamento fica melhor para observar os fenômenos óticos. Auxilia no processo de ensino más deve ter oacompanhamento do professor e um monitor.

JOÃO EDUARDO DE LIMA SOBRINHO disse...

Os objetos do rived são muito importantes para que o aluno possa reforçar e poder visualizar melhor os conteúdos teóricos. Agora cada instrumento desse precisa melhorar mais a qualidade visual e textual. As informações não são bem detalhadas e informa com pouca clareza. Esse fato foi detectado em todas as disciplinas, conforme o debate entre os nobre professores.

Auryana Gomes disse...

Os comentários feitos pela turma em relação a atividade de Teodolito, fica claro que o assunto não interroga o conceito de Teodolito e não ajuda no desenvolvimento teorico das atividades exploradas no texto.Mas por outro lado, a visualização das figuras e da área a ser trabalhada contribui no aprendizado do aluno através da visualização do problema.

Sidney disse...

Na discussão do grupão, sobre o repensar da avaliação, concluimos que é muito difícil avaliar, apesar de ser um instrumento poderoso.. Mas uma forma de superar essa dificuldade é trabalhar os objetivos da aprendizagem deixando que os alunos se auto-avaliem e também nos avalie e através dos mesmos transformamos nossa maneira de levarmos esse processo adiante.

aleque sandro disse...

o teodolito e um instrumento que para utiliza-lo devemos ter num conhecimento previo uma discursão pois o texto não é bem claro apenas demonstra. o saber oque se tem que fazer.

José Magnaldo disse...

Segundo os comentários da turma, a atividade relacionada com o cubo mágico foi de grande valia para o processo ensino-aprendizagem, fazendo com que o aluno tenha mais interesse no assunto abordado.

Sidney disse...

Com relação aos comentários da turma de Biologia, sobre o assunto “ O trabalho de Mendel com ervilhas”, teve uma boa apresentação, mas só pode ser aplicado após algumas aulas teóricas, onde o aluno tem noção do que seja: homozigoto; heterozigoto; fenótipo; genótipo; dominante; recessivo , etc. Assim fica fácil para ele trabalhar com cruzamentos.

Edilson pinheiro disse...

o segundo momento de debate do 3º encontro foi bastante discutido, todos aprovaram o objeto analisado, eu particularmente gostei muito de matemática, nos permite interagir, é muito claro nos seus objetivos, de fácil acesso para o aluno acompanhar e seguir passo a passo.

Auryana Gomes disse...

Disciplina: Física
Professora: Auryana Gomes

Conteúdo Administrado:
"Quantidade de Movimento I e II”.
O objetivo nessa atividade é quantificar a relação de dependência entre velocidade, massa e quantidade de movimento e, através de uma relação funcional, tornar o conceito de quantidade de movimento mais operacional. Há interatividade no assunto abordado, com esclarecimento e uma boa contextualização, no qual fica claro o objetivo a ser alcançado. Tem uma simulação de ótima qualidade e uma facilidade de navegação deixando os alunos atentos na visualização e interessados na resolução dos problemas citados. O ponto negativo é o tempo determinado pelo programa que é insuficiente para a realidade de nossas turmas.

valmir paiva disse...

Discursão no terceiro encontro-turno da tarde
comentário
Senti um pouco de dificuldade no início mas, fazendo uma leitura detalhada do objeto,estimula significativamente o aluno.
Na discursão sobre as outras disciplinas, pude perceber uma certa insegurança quanto a contextualização e a construção conceitual.

JOÃO EDUARDO DE LIMA SOBRINHO disse...

DISCIPLINA: FÍSICA
OBJETO: Conservação da Quantidade de Movimento I

Conforme analisado, percebemos que a interatividade visual é excelente, uma vez que permite ao aluno escolher maneiras diferentes de composição de movimentos utilizando diversos tipos de massas, porém este não permite a visualização do conjunto formado por corpos de massas diferentes e velocidades diferentes.
Quanto à contextualização é bastante interessante o fato de ser garotos patinando, o qual irá atrair a atenção dos alunos. Como sugestão, poderia apresentar a colisão entre veículos iguais e distintos, abordando assim o perigo entre colisões frontais.
Contudo percebemos que o objeto analisado é de fácil navegação por possuir poucos ícones, tornando o acesso mais rápido e direto, com isso o professor consegue adequar o estudo desse objeto dentro do seu horário de aula.

George Bezerra da Silva disse...

DISCIPLINA: FÍSICA
OBJETO: Conservação da Quantidade de Movimento I

Conforme analisado, percebemos que a interatividade visual é excelente, uma vez que permite ao aluno escolher maneiras diferentes de composição de movimentos utilizando diversos tipos de massas, porém este não permite a visualização do conjunto formado por corpos de massas diferentes e velocidades diferentes.
Quanto à contextualização é bastante interessante o fato de ser garotos patinando, o qual irá atrair a atenção dos alunos. Como sugestão, poderia apresentar a colisão entre veículos iguais e distintos, abordando assim o perigo entre colisões frontais.
Contudo percebemos que o objeto analisado é de fácil navegação por possuir poucos ícones, tornando o acesso mais rápido e direto, com isso o professor consegue adequar o estudo desse objeto dentro do seu horário de aula.

Anônimo disse...

O caso do Rebanho de Jacó
-Interatividade- Este objeto possui uma excelente interatividade com o aluno já que permite o aluno testar hipóteses até o acerto .
-Contextualização- Tem uma boa utilização já que permite ao aluno ver o elemento do ensino dentro de seu cotidiano; onde utilizar aquilo que aprendeu.
-Construção conceitual- Boa construção conceitual.Permite que o aluno construa o seu conceito próprio do material .
-Qualidade dos textos-Ótima qualidade de textos,lembrando histórias para crianças;fazendo aprender e ao mesmo tempo divertido.
-Qualidade dos feedbacks-As orientações para o aluno são fáceis de seguir,não tirando o aluno de seu foco que é alcançar o objetivo.
_Adequação da duração da atividade ao tempo de aula- Bom.Para mim este objeto poderia ser maior,ter outros exemplos afim de proporcionar uma maior mentalização do assunto em questão.
_Qualidade do design- Ótima.Com uma animação bem feita e bem objetiva.
_Facilidade de navegação-Excelente-super fácil de mexer;dá ao aluno a opção de tentar várias vezes , sem perder muito tempo na tentativa e erro.

LUIZ ANTONIO disse...

COMENTÁRIOS


FUNÇÕES QUADRÁTICAS


Ao repassar para o aluno o conteúdo matemático de função, notei que existe uma grande dificuldade dos alunos entenderem esse conteúdo. Na minha analise verifiquei a existencia de uma deficiencia básica em relação a construção de um determinado gráfico da função.
isto se dá porque muitos alunos chegam ao ensino médio sem noção do que seja pelo menos um plano cartesiano, que é o ponto inicial para construção de um gráfico. Tornando assim mais difícil o ntendimento do conteúdo para o aluno e consequentemente o seu aprendizado. Portanto os objetos que são mostrados nesse curso, serão de grande importancia para nós professores e também um método inovador para que possamos aplicar em sala de aula, pois com esses objetos o aluno irá assimilar melhor os nossos ensinamentos. O manejo virtual dos objetos, irá facilitar muito em sala de aula, a transmição dos conhecimentos já que, a aula se tornará mais movimentada.

Antonio Florencio de Lima filho disse...

3º Encontro 05/08/2008,

Analise da atividade ( ciclo menstrual)

A atividade do ciclo menstrual é uma atividade pratica e prazerosa, porém o professor tem que está atento para os conceitos e prepara os alunos de uma maneira coerente com a atividade.

Interatividade – 04
Contextualização - 04
Construção conceitual – 04
Qualidade das simulações – 03
Qualidade dos textos - 03
Qualidade dos feedbacks- 03
Adequação da duração da atividade ao tempo de aula – 02
Qualidade do design - 04
Facilidade de navegação - 04

aparecida lucena disse...

3º Encontro (tarde)

O objeto analisado foi em Biologia “O ciclo menstrual”

A atividade do objeto analisado Ciclo Menstrual ficou da seguinte forma na tabela:
interatividade: 4
contextualização: 4
construção conceitual: 4
qualidade das simulações: 4
qualidade dos textos: 3
qualidade dos feedbacks: 3
adequação da duração da atividade...: 2
qualidade do design: 4
facilidade de navegação: 4

Rezin disse...

Professor: Rezin.
Disciplina: Física.

Título: Salto Radical.

1 – Interatividade : (3) Apresenta limitações. Só aceita determinados valores na simulação.
2 – Contextualização: (2) Não tem uma relação muito direta com acontecimentos do dia-a-dia.
3 – Construção conceitual (3) Boa, mas precisa de informações anteriores.
4 – Qualidade das simulações (3) Boa.
5 – Qualidade dos Textos (3) Há a necessidade de lê atentamente.
6 – Qualidade dos feedbacks (2).
7 – Adequação da duração da atividade ao tempo de aula (2). Pouco tempo.
8 – Qualidade do design (3) Boa. Bem apresentado.
9 – Facilidade de navegação (3) Qualquer aluno que navegue na internet consegue.

Chico e Edilson disse...

OBJETO DE APRENDIZAGEM
FUNÇÕES LINEARES E FUNÇÕES QUADRÁTICAS

O objeto selecionado pode ser aplicado em turmas do primeiro ano nas quais foi trabalhado recentemente o conteúdo de funções em nossa escola. em particular o uso dos gráficos para a construção do conceito de função é fundamental, pois além da teoria o aluno visualiza na prática o gráfico como ferramenta dessa construção.
O objeto em estudo aplica em forma de teste, tais como o ENEM o uso do gráfico na resolução de problemas quase que sem o uso de cálculos, como também, sua aplicação em situações reais, tais como o entendimento nas contas de água e luz, nos valores a serem pagos. um momento de interação ocorre quando o aluno participa das simulações observando os dados ideais e pensando como seria se esses dados fossem mudados.
O tempo das tarefas é razoável e pode ser adaptado para planejamento das aulas, a navegação é simples, pois os textos são bastante claros.

José Magnaldo disse...

Disciplina: Matemática
Professor: José Magnaldo

O objeto administrado:
O TANGRAN é um tipo de quebra-cabeça inventado há mais de 4000 anos na China. Esse jogo utiliza 7 figuras geométricas bidimensionais: dois triângulos grandes, um triângulo médio, dois pequenos, um quadrado e um paralelogramo para formar imagens que lembram objetos, animais e as próprias figuras geométricas. Existe interatividade constante entre os alunos, pois a contextualização adotada no objeto é clara e objetiva. Tem um bom conceito e uma qualidade de simulação que permite o diálogo constante entre o alunado, que já trás um prévio conhecimento sobre as formas geométricas citadas. Em relação ao tempo determinado foi favorável e compatível a turma.

Patricia Torres disse...

O 2º momento -
Após o debate da turma sobre o objeto de biologia podemos ver que é mais um acessório a se utilizar para a melhoria de nossas aulas afim de se completar a teoria previamente colocada.

Elizabete Marinho disse...

Objeto de aprendizagem analisado: Álgebra Interetiva

Neste objeto de aprendizagem a contextualização é adequada, pois a introdução, de como surgiu a álgebra é feita através da história da Matemática. Através da história é possível fazer a construção conceitual em linguagem clara. Utilizando o objeto o aluno está interagindo e o mesmo proporciona feedbacks que contribui com o raciocínio do aluno para resolução das atividades propostas, podendo ser utilizados em diferentes etapas do conteúdo, desde a introdução até a avaliação de competências e habilidades adquiridas.

Sidney disse...

Em Biologia, a atividade 3- tive uma recaída, interagiu com assuntos que trabalhei com meus alunos, quando vimos Vírus e Reino Monera, onde mostra a importância da alimentação correta, os benefícios da prática de exercícios físicos que aumenta a resistência do organismo. Mostra também que as bactérias são resistentes a muitos antibióticos, por isso é perigoso se auto-medicar, porque além de destruir a flora intestinal quando o organismo precisar do antibiótico, ele não tem ação. Esta aula é muito importante, pois os alunos trazem muitas dúvidas para serem discutidas em sala. O designer está muito bom, pois dá uma visão ampla sobre a importância do antibiograma e os perigos da automedicação.

Genoveva disse...

Objeto de aprendizagem analisado: Impactos Ambientais

O objeto observado tem uma boa interatividade, porque desperta a curiosidade do aluno em compreender e avaliar o impacto ambiental, e assim contextualizando com sua própria vida e com o ambiente natural em que vive, e a partir dessa contextualização construir seus próprios conceitos. Os textos estão dispostos de forma clara e de fácil compreensão.

«Mais antigas ‹Antigas   1 – 200 de 226   Recentes› Mais recentes»