O que é o Rived?

RIVED é um programa da Secretaria de Educação a Distância - SEED, que tem por objetivo a produção de conteúdos pedagógicos digitais, na forma de objetos de aprendizagem. Tais conteúdos primam por estimular o raciocínio e o pensamento crítico dos estudantes, associando o potencial da informática às novas abordagens pedagógicas. A meta que se pretende atingir disponibilizando esses conteúdos digitais é melhorar a aprendizagem das disciplinas da educação básica e a formação cidadã do aluno.

1ª Atividade a Distância /8 horas

LEITURA DO TEXTO: O cursista ao ler o texto deve direcionar o olhar para o argumento de Spinelli e refletir sobre outras situações de aprendizagem vivenciadas, que tenham sido favorável ao aluno ascender e atingir o cume da pirâmide.

2ª Atividade a Distância/8 horas

LEITURA DO TEXTO: "Repensando a avaliação" de César Nunes, refletindo aspectos importantes de teorias e práticas educacionais como exemplo: um grupo da Faculdade de Educação Harvard, em que o objetivo maior do ensino oferecido por eles deve ser o "Ensino para Compreensão" (WISKE, 1998).
Para nós, educadores temos clareza dos objetivos de aprendizagem em nossas disciplinas? Será que refletimos sobre o comportamento do aluno que compreende totalmente, parcialmente, ou não compreende o que estamos vivenciando com ele?

3ª Atividade à Distância/8horas

LEITURA DO TEXTO: “Desenvolvimento de materiais multimídia e seu uso no contexto educacional” de César Nunes, versão para o curso “Como Usar Objetos de Aprendizagem”, fazendo reflexão sobre os contextos para desenvolvimento de multimídia, como: O contexto cognitivo e o contexto de ensino.
Navegação no site: http://rived.proinfo.mec.gov.br para escolha de um objeto na sua disciplina.
Elaboração de um plano de aula de acordo com o Objeto escolhido, orientando-se pelo Guia do Professor. Alternando sala de aula e laboratório para a exploração do objeto, atentando para a construção do conhecimento do aluno.
Enviar pelo e-mail do grupo.

quinta-feira, 17 de julho de 2008

NTE KENNEDY - Turma:1, 2, 3 Karen Cristina Pinheiro dos Santos


ENCAMINHAMENTO DO 2º MOMENTO A DISTÂNCIA



  1. LEITURA DO TEXTO: REPENSANDO A AVALIAÇÃO DE CÉSAR NUNES;
  2. NAVEGAÇÃO NO SITE: HTTP:WWW.LABVIRT.FE.USP.BR;
  3. COMENTÁRIOS NO BLOG: DESTAQUE PONTOS DO TEXTO RELACIONADO AO TEMA EM QUESTÃO E AVALIE AO OBSERVAR UM DOS OS OBJETOS DE APRENDIZAGEM DO SITE LABVIRT SUA CAPACIDADE DE RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS, NO SENTIDO A FACILITAR A COMPREENSÃO DO ALUNO.

34 comentários:

Otonilma Pimenta disse...

Olá professora Karen.
Essa nova experiência de sala de aula comprova que somos verdadeiros atores no palco do mundo. E que em momentos diferentes estes atores trocam seus papeis. Isto é muito bom. Pois vejo seu crescimento como profissional e como pessoa. PARABÉNS.
PROPOSTA DO CURSO: Falar da proposta do curso é muito fácil.
Basta olhar para a necessidade que tem o professor de usar as ferramentas da tecnologia como forma de provocar interesse no aluno. Isto é contextualizar sua prática pedagógica ao momento histórico é aprendizagem significativa.
COMENTÁRIO AULA Nº. 01. Conhecer o RIVED é reconhecer o esforço de oferecer aos profissionais da educação, alternativas para utilização dos recursos tecnológicos indispensáveis a prática docente. De forma que, mantenha o aluno interessado em aprender fazendo uso de meios modernos que tem um significado para essa geração.
NO TEXTO DE WALTER SPINELLI: O processo ensino aprendizagem ocorre num contexto onde o aluno, possui inúmeros dados coletados no seu dia a dia, e através de um trabalho criterioso esses dados são organizados significativamente e traduzidos em informações que geram o conhecimento. Esse conhecimento é projetado para o nível da inteligência, onde numa atitude interdisciplinar e reflexiva o aluno desenvolve sua capacidade criativa na construção do seu projeto de vida.

Otonilma Pimenta disse...

Olá professora Karen.
Essa nova experiência de sala de aula comprova que somos verdadeiros atores no palco do mundo. E que em momentos diferentes estes atores trocam seus papeis. Isto é muito bom. Pois vejo seu crescimento como profissional e como pessoa. PARABÉNS.
PROPOSTA DO CURSO: Falar da proposta do curso é muito fácil.
Basta olhar para a necessidade que tem o professor de usar as ferramentas da tecnologia como forma de provocar interesse no aluno. Isto é contextualizar sua prática pedagógica ao momento histórico é aprendizagem significativa.
COMENTÁRIO AULA Nº. 01. Conhecer o RIVED é reconhecer o esforço de oferecer aos profissionais da educação, alternativas para utilização dos recursos tecnológicos indispensáveis a prática docente. De forma que, mantenha o aluno interessado em aprender fazendo uso de meios modernos que tem um significado para essa geração.
NO TEXTO DE WALTER SPINELLI: O processo ensino aprendizagem ocorre num contexto onde o aluno, possui inúmeros dados coletados no seu dia a dia, e através de um trabalho criterioso esses dados são organizados significativamente e traduzidos em informações que geram o conhecimento. Esse conhecimento é projetado para o nível da inteligência, onde numa atitude interdisciplinar e reflexiva o aluno desenvolve sua capacidade criativa na construção do seu projeto de vida.

Anônimo disse...

Karen Cristina, Bom dia,
Foi muito útil o primeiro encontro do curso, esperamos tirar bastante proveito das aulas. valeu///.
turma de nova cruz;
renato, jubemal, sonia, lena, galega

Anônimo disse...

Karen Cristina, Bom dia,
Foi muito útil o nosso primeiro encontro do curso, esperamos tirar bastante proveito das aulas. valeu///.
turma de nova cruz;
rento, jubemal, sonia, lena, galega

Anônimo disse...

Karen Cristina, Bom dia,
Foi muito útil o nosso primeiro encontro do curso, esperamos tirar bastante proveito das aulas. valeu///.
turma de nova cruz;
rento, jubemal, sonia, lena, galega

Anônimo disse...

Karen, Bom dia,
foi muito útil nosso primeiro encontro do curso, esperamos tirar bastante proveito das aulas. Valeu.///
turma de nova cruz;
renato, jubemal, sonia, lena, galega.

Anônimo disse...

Karen, Bom dia,
Foi muito útil nosso primeiro encontro do curso, esperamos tirar bastante proveito das aulas. Valeu.///
Turma denova cruz;
renato, jubemal, sonia, lena egalega.

Anônimo disse...

Ao ler o texto de Spinelle e refletir sobre o objeto de estudo analisado - PRECISO DE OXIGÊNIO)FOI INTERESSANTE PORQUE proporciona aos alunos a construção de hipótese visando responder a situações observadas, as situações propostas são concretas, reais e que simulam situações que é possível despertarno aluno o posicionamento crítico quanto as ações do homem sobre o ecossistema e inumeros conceitos que são observados.

renato disse...

Ao ler o texto de Spinelle e refletir sobre o objeto de estudo analisado (PRECISO DE OXIGÊNIO) foi interessante porque proporciona ao aluno a construção de hipótese visando responder a situações observadas, as situações propostas são concretas, reais e que simulam situações do cotidiano que é possível despertar no aluno o posicionamento crítico quanto as ações do homem sobre o ecossistema e inumeros conceitos que são observados.
turma de nova cruz:
renato, jubemal,sonia, lena e galega.

renato disse...

oi Karen, até o momento não recebemos nenhum comentario do que foi postado.
turma de nova cruz:
renato, jubemal, sonia, lena e galega

luciene disse...

oi Karen, boa noite,
recebeu o comentario da turma de nova cruz?

Anônimo disse...

Atraves da leitura do texto percebemos a importancia do professor
no cotidiano do aluno no sentido de direcionar e organizar suas ideias seus conhecimentos. planejar é fundamental,trabalhar com a realidade do aluno é o segundo passo e o mais importante é pegar as informações dos alunos como ponto de partida,ser educador em meio a tantas informações
muitas vezes passadas de qualquer jeito,em sua maioria sem cunho científico é um grande desafio.Diante de tudo isso a responsabilidade dos educadores é preparar para a vida,os conteudos serem direcionados para o interesse dos alunos tornando as aulas e o ambiente escolar um lugar atrativo e interessante.

Anônimo disse...

como gestora,tenho desenvolvido ações
junto com os professores e equipe pedagógicada seguinte forma:
A escola dispõe de vários jogos que é direcionado para os professores através da pessoa responsável pela TV escola junto com o supervisor; o planejamento do professor deve ser acompanhado pela equipe diretiva e partindo do conhecimento dos alunos, do que ele gosta de fazer preparamos conteúdos para atende-los.Os professores também tem conhecimento dos vídeos que podem ser trabalhados para cada conteúdo e os trabalhos de pesquisa feitos pela internet são bem elaborados para que os alunos não coloquem qualquer assunto sem cunho científico.

Anônimo disse...

A0 realizar a leitura do texto percebemos a importância do professor em meio a globalização são muitas as informações passadas pela mídia,internet entre outros meios de comunicação sem cunho ciêntífico é desafiador para o professor trabalhar
todas essas informações,planejalas e trazelas para sala de aula.
Trabalhar a parti do conhecimento do que 0 aluno já tem, sua realidade,fazer de suas informações ponto de partida e introduzilas aos conteúdos é fundamental no processo
ensino aprendizagem.

Anônimo disse...

segundo spinelli, os nossos alunos chegam a escola com uma grande quantidade de informações, mas isso não garante que eles irão adquirir conhecimemtos de base mas consistente .com os recursos tecnológicos os alunos adquirem mais informações, por tanto o professor deve refletir mas sobre usa prática diariamente.
A escola eo professor têm que proporcionar a seus alunos o conhecimento eo estimular e também busca-lós, principalmente através de projetos que ofereção leitura e imterpretação de dados; para serem pessoas mais politizadas, atuantes e tenham opiniões próprias,que não deixam se levar por quaisquer argumento.
Devem-se usarem estrumentos tecnológicos com sabedoria e determinação, pois se tornarão pessoas inteligentes, que não depende só e exclusivamente do mundo virtual.
Luzineide Gomes de Melo da Silva.

Eric Ferreira disse...

Em comentário ao texto “os objetos virtuais de aprendizagem: ação, criação e conhecimento” de Walter Spinelli, pôde-se identificar que os educandos são bombardeados pelos mais diversos tipos de informações, principalmente com o uso da internet. Entretanto, tais informações não representam um pleno conhecimento ou inteligência por parte dos educandos devido a não formulação ou aproveitamento dessas informações, pois apresentam uma deficiência em contextualização e integração. Contudo, a internet é um meio de massificação bastante eficiente e devemos utilizá-la ao nosso favor. O uso de objetos virtuais de aprendizagem é uma ferramenta importante para fazer esse mundo virtual um instrumento de aprendizagem em ambiente escolar, possibilitando uma maior contextualização e aproximação da realidade dos educandos. Um objeto virtual deve ser usado não para um entretenimento ou jogo com conceito pré-estabelecido, mas sim como algo a despertar a criatividade e a capacidade de solucionar problemas, possibilitando ao aluno o questionamento e interação com o objeto virtual, para que essa situação se torne favorecedora da concretização de um conhecimento.

Marlene disse...

OI porfª Karen, conseguir finalmente acessar o blog, estou postando os comentários que entreguei em sala sobre o texto: Os objetos virtuais da aprendizagem
Marlene F. Ribeiro

Comentários sobre o texto:

"Os objetos de virtuais de aprendizagem: ação, criação e conhecimento"

Autor: Walter Spinelli





O autor ao discutir a temática utiliza a Pirâmide Informacional apresentada por Machado (2002), na qual compara a relação que se estabelece entre o individuo, os objetos virtuais de aprendizagem e o conhecimento, no campo da educação tecnológica e formal.

A pirâmide está estruturada em quatro níveis, na base tem-se os Dados, todas as informações de forma aleatória, daí se extrai o que interessa na pesquisa/estudo – alicerce para a significação que se estabelece na linha acima o da Informação, que são os dados analisados, processado e inicialmente articulados pelo estudante/pesquisador/professor. Spinelli chama a atenção que este patamar "não deve ser o lugar que a escola adote para o desenvolvimento completo de suas atividades educativas; no máximo, pode servir de ponto de partida", o que denominamos conhecimento prévio do aluno. Nesse entendimento, a escola deve possibilitar aos educando as ferramentas para a interpretação compreensão e relacionar as informações. Passando ao patamar do conhecimento, objetivo importante do trabalho pedagógico. Encaminhamento que busca o topo da pirâmide o da Inteligência, sujeitos capazes de criar, estabelecer metas, ter capacidade de projetar ações futuras, entre outros aspectos.

A atividade educacional e pedagógica da escola deve estar voltada para capacitar os sujeitos autônomos e criadores de seus próprios projetos de vida, seja pessoal e ou coletivo. Nesse sentido, o uso da tecnologia na escola, permitirá aos sujeitos envolvidos construir teias de significados dos conceitos pesquisados. Para tanto é importante considerar a necessidade de criar objetos virtuais de aprendizagem "recurso digital reutilizável que auxilie na aprendizagem de algum conceito e, ao mesmo tempo, estimule o desenvolvimento de capacidades pessoais, como, por exemplo, imaginação e criatividade".

A proposta aqui discutida por Spinelli sugere o uso inteligente dos instrumentos que a tecnologia nos proporciona, na perspectiva de ampliar o acesso a informações, que por sua vez, se transformará em conhecimento, buscando capacitar os estudantes para a ampliação de possibilidades e a produção e desenvolvimento de seus projetos.



MARLENE FERNANDES RIBEIRO – Turma 2

COORDENADORA PEDAGÓGICA (Noturno)

ESCOLA ESTADUAL FELIZARDO MOURA

Anônimo disse...

Professora, através do texto de Walter Spinelli, (os objetivos virtuais de aorendizagem: ação, criação e con hecimento), pude observar que a pirâmide informacional nos mostra todo um processo educacional tecnológico trabalhado no decorrer da vida educacional e profissional do discente.Portanto, o texto acima nós deixa mais informados sobre o processo de aprendizagem.

Anônimo disse...

Luzimária, serrinha.
Professora, através do texto de Walter Spinelli, (os objetivos virtuais de aorendizagem: ação, criação e con hecimento), pude observar que a pirâmide informacional nos mostra todo um processo educacional tecnológico trabalhado no decorrer da vida educacional e profissional do discente.Portanto, o texto acima nós deixa mais informados sobre o processo de aprendizagem.Logo acredito que a escola deve se atualizar ao mundo virtual.

Anônimo disse...

Lindaci, Serrinha.
professora, a leitura desse texto foi de suma importância para minha prática de sala de aula; pois trata de estratégias de trabalho que ajudam a favorecer a criatividade por parte dos alunos e como trabalhar a tecnologia no ambiente escolar, e em que isso pode favorecer na aprendizagem.
(Texto: os objetos virtuais de aorendizagem: ação, criação e conhecimento - de Walter Spinelli. Até o próximo encontro professora!

Anônimo disse...

Professora , Karen

Os objetos virtuais de aprendizagem: ação, criação e conhecimento.
Autor: Walter Spinelli
O ensino das ciências, especificamente no ensino de química, precisa despertar no aluno a criatividade, observando que, aulas não apenas práticas (laboratório) e teóricas, mas a utilização de software vem a complementar o aprendizado, sendo este material como apoio facilitando a compreensão e incentivo para a interdisciplinaridade, onde projetos virtuais de química podem levar o aluno aos cálculos matemáticos ou até mesmo a informações sobre física.
Hoje encontramos além dos laboratórios escolares conhecidos como laboratórios (didáticos), outras ferramentas que podem auxiliar o processo de ensino e aprendizagem entre eles podem citar a internet, os softwares de simulações de experimentos (entre outros como citados no texto). Estas ferramentas muitas vezes, têm o objetivo de melhorar a compreensão das atividades:
• Exercícios resolvidos em sala de aula.
• Visualização de fenômenos conceituados e aplicados pela ciência
• Utilização de Projetos por várias séries
Através de aulas utilizando o CD encontrado em livros de química foi possível preparar o aluno para aulas práticas (laboratório) no qual o aluno primeiro vivenciou como pode ser uma aula em um laboratório, sendo possível também demonstrar algumas experiências que não pode ser feita em um laboratório escolar, fazendo com que as experiências mais complexas não sejam para eles algo distante de sua realidade.

Professora Rosiane

Anônimo disse...

Professora , Karen
Os objetos virtuais de aprendizagem: ação, criação e conhecimento.
Autor: Walter Spinelli
O ensino das ciências, especificamente no ensino de química, precisa despertar no aluno a criatividade, observando que, aulas não apenas práticas (laboratório) e teóricas, mas a utilização de software vem a complementar o aprendizado, sendo este material como apoio facilitando a compreensão e incentivo para a interdisciplinaridade, onde projetos virtuais de química podem levar o aluno aos cálculos matemáticos ou até mesmo a informações sobre física.
Hoje encontramos além dos laboratórios escolares conhecidos como laboratórios (didáticos), outras ferramentas que podem auxiliar o processo de ensino e aprendizagem entre eles podem citar a internet, os softwares de simulações de experimentos (entre outros como citados no texto). Estas ferramentas muitas vezes, têm o objetivo de melhorar a compreensão das atividades:
• Exercícios resolvidos em sala de aula.
• Visualização de fenômenos conceituados e aplicados pela ciência
• Utilização de Projetos por várias séries
Através de aulas utilizando o CD encontrado em livros de química foi possível preparar o aluno para aulas práticas (laboratório) no qual o aluno primeiro vivenciou como pode ser uma aula em um laboratório, sendo possível também demonstrar algumas experiências que não pode ser feita em um laboratório escolar, fazendo com que as experiências mais complexas não sejam para eles algo distante de sua realidade.

Professora Rosiane

fontmar disse...

Atividade 1- Objetos virtuais de aprendizagem)(Ação,criação,movimento),walter spinilli.
Olá! tutores e colegas
Atualmente a capacidade intelectual do ser humano está classificada em vários tipos de inteligências: A da comunicação, Raciocínio lógico, noção de espaço, situar-se no meio ambiente, coordenação motora, autoconhecimento, compreensão, relacionar-se utilizando o consciente emocional (Q.E), distinção e interpretação de sons e a utilização dos objetos virtuais de aprendizagem.
Argumentando o pensamento de Walter Spinelli, o estímulo,o entusiasmo em querer aprender e ensinar entre outros são essenciais em buscar o novo.Tudo é um conjunto de fatores, que devem está integrado. Porém, o estimulo é o principal fator para chegar ao ápice da pirâmide. De acordo com a pirâmide, sua representação funcionaria desta forma:
Estímulo – Atenção – compreensão - conhecimento – habilidade – Ação.Um professor com essas perspectivas de ensino estará preparado para chegar ao ápice da pirâmide.

fontmar.

Anônimo disse...

Resposta blg.2 Repensando a Avaliação de Cesar Nunes.
participante-fontmar
O uso dos instrumentos de avaliação permite que o professor acompanhe de perto a aprendizagem dos alunos, mudando seu papel de responsável único pela transmissão do conteúdo para um auxiliador no desenvolvimento das idéias e da participação de todos na construção do projeto do grupo.
O uso das rubricas nos momentos de auto-avaliação ressalta aos próprios alunos o quanto estão evoluindo e o que é esperado deles, tendo um efeito metacognitivo, pois passam a prestar atenção em como estão aprendendo (Davis, 2004).
As atas escritas durante os momentos de trabalho em grupo ajudam na resolução de conflitos e mostram outra dimensão na aprendizagem, a
de gerar um produto envolvendo uma equipe, contando com prazos e critérios de qualidade bem definidos.

A metacognição é um construto recente na literatura psicológica. Em geral, tem sido definida como o conhecimento ou atividade cognitiva que toma como seu objeto a cognição ou que regula qualquer aspecto da iniciativa cognitiva. Ela é chamada de metacognição porque seu sentido essencial é a “cognição acerca da cognição”, ou seja, “pensar sobre o pensamento” (Flavell, Miller & Miller, 1999).

Eric Ferreira disse...

Em comentário ao texto “repensando a avaliação” de César Nunes, podemos constatar que a chamada “era do conhecimento” exige a utilização de novas tecnologias e ferramentas de ensino, em que se crie ou se identifique novos ambientes de ensino e aprendizagem. O texto aborda a importância em se identificar valores, competências e habilidades dos educandos, com isso vem um grande desafio em utilizar um método de mensuração realmente condizente com a realidade do processo ensino-aprendizagem por parte dos educandos, devendo se criar de um método avaliativo que permita não somente a medição do conhecimento, mas sim a capacidade de desenvolver novos questionamentos sobre o tema avaliado. As ferramentas de visualização são objetos que podem permitir essa indagação por parte do educando, podendo se transformar em problema dinâmico por poder gerar múltiplas resoluções. O usuário desse tipo de ferramenta pode identificar os seus acertos, seus erros e limitações pontuais, dando uma consciência de aprendizagem com uma metacognição. As situações problemas podem e devem ser amplamente exploradas nos objetos virtuais, para aproximar cada vez da realidade dos alunos. O projeto LabVirt disponibiliza uma série de objetos virtuais voltados resolução de problemas pré-determinados e também leva ao aluno exercitar em novos problemas, observei alguns objetos e esses apresentavam o mesmo formato em que era lançado um problema contextualizado e que era solucionado com a aplicação de fórmulas matemáticas ou raciocínio lógico, também apresentam explicações ao longo da animação, o que facilita a sua navegação e resolução dos problemas. Por exemplo, o objeto “a química dentro de um bolo” utiliza uma situação cotidiana de se fazer um bolo e explica métodos de balanceamento químico de uma forma bem leve, dando condições ao aluno resolver problemas simples de estequiometria, oferecendo também outros problemas de complexidade similar. Porém, o mesmo objeto exemplificado poderia ter uma outra característica: deveria oferecer problemas cada vez mais complexos, para instigar aqueles alunos mais habilidosos a avançarem cada vez mais no tema...

Anônimo disse...

professora Karen
Repensando a Avaliação
Cesar Nunes
Com o passar dos anos nota-se um avanço muito grande quando falamos de
avaliação. Há algum tempo muitos professores apenas avaliavam os
alunos com uma (prova). Hoje acredito que a forma de Ensino para
Compreensão vem sendo utilizada por muitos educadores, por que esta
forma da Faculdade de Educação de Harvard esta relacionada com a
avaliação formativa e continuada.
Construir uma avaliação para o processo de ensino-aprendizagem
interativo baseado em todos os avanços tecnológicos existentes no
mundo atual é também compreender cada passo do aprendizado do nosso
aluno, só existe uma construção de aprendizado se todos em uma
série conseguir os objetivos, entender e compreender os conteúdos
aplicados como citado no texto. A dimensão do conhecimento leva ao
professor modificar as técnicas e procedimentos, para fazer com que
todos os alunos estejam no mesmo nível de aprendizado.

Professora Rosiane

Anônimo disse...

Olá profª Karem, boa noite, estou tentando enviar pelo blog o comentário da 3ª atividade à distância.Francisca e PrazeresBoa saúde/RN

Anônimo disse...

Comentário do texto: Desenvolvimento de materiais multimídia e seu uso no contexto educacional.O autor destaca os investimentos dos países em educação e em tecnologia, mais no meu ponto de vista não se dá uma atenção adequado aos conteúdos que os nossos alunos estão tendo acesso.Ao abordar estes recursos visuais o aluno se interessa mais,apesar de que eu tenho quase certeza que precisa ser um projeto com mais ênfase do conteúdo trabalhado, com mais acompanhamento pedagógico, e não um programa souto para o aluno trabalhar como quiser.Quando trabalhamos objetos visuais é importante que trabalhamos conteúdos de acordo com os níveis dos alunos, a metodologia educacional na multimídia nos permite um projeto flexivel, pois passamos a avaliar o aluno de acordo com seu desenvolvimento no uso dos objetos.Trabalho realiza por:Francisca F. GomesTurma 1,2,3 (segunda-feira)Professora:Karem Cristina Pinheiro dos Santos15 de agosto de 2008

Anônimo disse...

Atividade a distância do 4º encontro. Relato de experiência em sala de aula com objeto rived.

Em sala de aula trabalhei com os meus alunos o objeto rived a respeito do daltonismo, Vendo o mundo com outros olhos. Os alunos acharam maravilhoso e adquiriram vários conhecimentos e aprendizado do assunto. Pois eles não sabiam que êste problema tinha ligação com a genética,muito menos que tinha ligação com sexo. Trabalhamos atividades de pesquisa; Visita ao hospital; Convidamos o médico para uma palestra no colégio, que foi ótima e abrangente na visão dos alunos a respeito do daltonismo,ficou mais explicitado que é um problema que passa de pai para filho ou seja é hereditário.

Postado por Francisca F. Gomes

Boa Saúde |RN - Professora Karem Cristina P. dos Santos, Turma 1,2,3

Anônimo disse...

CAPACITAÇÃO DOCENTE NA UTILIZAÇÃO DE SOFTWARE COMO MATERIAL DE APOIO PEDAGÓGICO

PLANO DE AULA DE UMA SEQUÊNCIA DE ENSINO PARA 2009

ASSUNTO: VENDO O MUNDO COM OUTROS OLHOS.

PÚBLICO ALVO: 1ª SÉRIE ENSINO MÉDIO.

CATEGORIA: BIOLOGIA

SUBCATEGORIA: GENÉTICA, PROBABILIDADE

OBJETIVOS:
* Estimular a percepção dos alunos com relação aos conceitos biológicos envolvidos em situação cotidiana e entender casos especiais de genes recessivos ligados ao sexo, que são situados em região especial apenas do cromossomo X;

*Relacionar características fenotípicas e genotípicas dos indivíduos;

*Calcular probabilidades não apenas de indivíduos daltônicos, mas as demais probabilidades reais envolvidas, principalmente as que são ligadas ao sexo como a hemofilia;

*Comparar com os colegas a diversidade de casos que envolvem esses conceitos de genética e probabilidade.

METODOLOGIA
*No primeiro momento os alunos irão realizar atividades de pesquisa em grupo;
*No segundo momento os alunos irão trabalhar produção de textos comentando o problema do daltonismo na nossa cidade;
*terceiro momento os alunos serão convidados em dupla para acessar a página do rived e tomar mais conhecimento do caso;
*Por último irão elaborar trabalhos específicos para o mural da escola.

AVALIAÇÃO
Será solicitado que os alunos leiam artigos em revistas e façam pesquisa na internet a respeito do caso.

Postado por:
FRANCISCA FELICIANO GOMES
MARIA DOS PRAZERES DE FREITAS
BOA SAÚDE/RN

PROFESSORA KAREM CRISTINA P. DOS SANTOS - TURMAS 1,2,3.

Anônimo disse...

Comentário

Repensando a avaliação de Cesar Nunes

Para Cesar Nunes o processo de avaliação deveria ser indissociável do processo de repensar a educação, pois a sobre valorização de testes e exames objetivos têm impedido uma maior disseminação de praticas educacionais que trabalhem valores, competências e habilidades.
Contudo, o problema não está na existência ou uso dos exames objetivos, e sim na falta de instrumentos que não permite o aluno ter consciência do que sabem ou não sabem, como também a falta de ferramentas que facilite o trabalho do professor com relação a avaliação. Uma vez que é negado ao professor o preparo, a capacitação que ajude a melhorar o desenvolvimento deu sua disciplina, concordo quando ele diz que uma maneira de superar essas dificuldades é tendo clareza dos objetivos de aprendizagem que temos em nossas disciplinas. Precisamos perceber que não é só uma atividade, ou só um tipo de atividade que permite desenvolver e avaliar esses objetivos.

Anônimo disse...

"Capacitação docente na utilização de SOFTWARE como material de apoio pedagógico"

Assunto: Vendo o mundo com outros olhos

Público alvo: 1ªsérie/Ensino Médio

Objetivos: Estimular a percepção dos alunos com relação aos conceitos biológicos envolvidos em situações cotidianas e entender casos especiais de genes recessivos ligados ao sexo, que são situados em região especial apenas do cromossomos X;

Relacionar características fenotípicas e genotípicas dos indivíduos;

Calcular probabilidade não apenas de indivíduos daltônicos mais as demais probabilidades reais envolvidas, principalmente as que são ligadas ao sexo como hemofilia;

Comparar com os colegas a diversidade de casos que envolvem esses conceitos de genética e probabilidade.

Metodologia:

Apresentação do heredrograma da família real inglesa para a hemofilia;

Aula expositiva sobre aberração cromossômica e doenças causadas por alterações em um gene;

Pesquisa realizada pelos alunos na Internet.

Avaliação

Entendendo que o desempenho do aluno não é o mesmo em todas as atividades, a avaliação não pode está ancorada em momentos específicos ou entendê-la como um documento burocrático do rendimento do aluno. Por isso deve ser diversificada abrangendo todos os instrumentos de trabalho usado.

Postado por: Francisca Feliciano Gomes; e
Maria dos Prazeres Ferreira da Silva

Boa Saúde/RN

Professora: Karen Cristina Pinheiro dos Santos

Turma 1,2,3

Anônimo disse...

Karen Boa noite, acabei de enviar a Sequência de estudo para 2009, não sei se está certa, se não estiver, foi o melhor que conseguimos fazer.

Postado por: Francisca F. Gomes, e

Maria dos Prazeres Ferreira da Silva

Boa Saúde/RN

Professora: Karen Cristina P. dos Santos

Turmas 1,2,3

Anônimo disse...

Comentário do texto os objetos virtuais de aprendizagem

Os alunos chegam a escola cheios de informações adquiridas com a sociedade a qual está inserido,informações essas que não garantem susseço nenhum no que diz respeito a escolaridade.Portanto,faz-se necessário o professor tb está bem informado, e ser consciente de que seu planejamento seja flexível pronto a interagir com esses conhecimentos e com as demais diciplinas, estrapolando assim os limites do planejamento tradicional.Fazendo com que essas informações sejam introduzidas aos conteúdos, pois trabalhar com a realidade do aluno é fundamental no processo ensino-aprendizagem
Para que o aluno possa chegar ao cume da pirâmide,precisamos despregarmos dos métodos tradicionais de ensino(quadro e giz)acrescentando em nossos planos de aulas os objetos virtuais, uma ferramenta que com certeza vai causar interesse por parte do aluno,aquele "interesse"perdido com as aulas tradicionais que está muito aquem da realidade deles fora da escola.
professoras de Boa Saúde:Maria dos Prazeres e Francisca Feliciano